Florianópolis em cinco movimentos

Hoje a coluna cede espaço para a palavra inspirada de Carlos Damião*:

1

Florianópolis não
esconde origens & destinos
em domínios de
becos casas morros prédios mansões
ruelas praças histórias casarões
ilha e continente
sorrisos e movimentos
e gaivotas às tontas
como se a liberdade
fosse o cais
– e um navio da Hoepcke
na Rita Maria
e o vento Sul encanando
asas e folhas secas
– e lenços brancos
: velas de outono
navegação costeira :
brincadeiras
do tempo.

2

Florianópolis
oculta
e recupera
regenera espaços de aldeia
onde a aldeia ainda se vê
se abraça se toca se encanta
em sentires de olhós e olhares
ponte luz e ferro
olhais
oceano nuvem chuva sol noite dia
peixe-pescador
funcionário-servidor
balconistas
secretárias
motoristas
rendeiras
camelôs
mendigos
poetas
aposentados
estudantes
professores
bruxos e bruxas

3

Florianópolis
gente: calçadão
gente: praça
gente: migrantes
gente: catedral
gente: procissão
gente: mercado
gente: Carnaval
gente: palácio
gente: UFSC
gente: ônibus – e carros
– e pontes – e avenidas
gente: praias lagoas
morros favelas bairros shoppings dunas
trilhas barcos
velocidade humana
vida que vai-volta
transforma
multiplica estica habita
corre em desatino
violenta o destino
e sobrevive poesia-vento
e poesia-sol
sinfonia ao poente
no sobrevoo das andorinhas
e dos pardais
os quero-queros as garças e os urubus
montanhas e beira-mar
beira-mangue de lodo
e os cheiros todos
passado-presente

4

Florianópolis e
um sino: a aldeia vive:
um chamado
Menino Deus e Caridade
Menino Passos e Dores
drama e fé
encontro da tarde com a noite
velas e fiéis
vozes e ladainhas do
Desterro Nossa Senhora
dos vultos e sombras
: a cidade se volta
de volta :
às tantas
à espera.

5

Florianópolis
Flopolis
Floripa
Flopis
Fpolis
FLN
FNS
F
Flor
Flor cidade
Cidade Flor

* Carlos Damião é jornalista, colunista do jornal Notícias do Dia e poeta inspirado. Escrito em 2007, o poema está sendo “lapidado” com a intenção de compor um arranjo musical em homenagem à Cidade. “A ideia era ser uma coisa meio sinfônica, com arranjo musical em cima. Busco a musicalidade integral. Já fiz uma experiência muito legal com o bravíssimo compositor e pianista Alberto Heller”.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *