Freguês Sofre

Sou jornalista, cidadão de Florianópolis, e usuário das Farmácias há muitos anos. Cheguei a escrever o “case” que contribuiu para o SESI conquistar o Prêmio Empresa Cidadã da ADVB/SC. Sei do excelente conceito que as farmácias gozam quanto ao atendimento, qualidade dos produtos e respeito ao cliente.
Mário Xavier de Florianópolis

Por isso não hesitei em me tornar, há poucas semanas, associado do cartão de fidelidade SESI Farmácia, nº 627 8140 0938 9662 5007 (ainda não recebi, entretanto, a correspondência de boas-vindas na minha residência).

O que me causou estranheza, e motivou a dirigir-me a esta Coordenadoria, foi o fato de que mesmo portando um cartão de fidelidade e tendo um cadastro detalhado junto ao SESI, a cada compra que tenho efetuado com cheque, os caixas passam por um longo e aparentemente despropositado procedimento de “me cadastrar” novamente, solicitando RG, anotando número de documentos, pedindo assinatura no cheque, enfim, me tratando como se um desconhecido eu fosse, e criando mais burocracia e transtornos do que outras farmácias onde já comprei e que nem utilizam cartões de fidelidade (mas têm este procedimento de caixa de alguma forma automatizado e agilizado, especialmente para clientes que já efetuaram compras anteriormente).

Apreciaria receber um esclarecimento sobre o assunto e, mais do que isso, recomendar que o SESI repense o referido procedimento. Caso contrário, o conceito de “fidelidade” das Farmácias SESI estará seriamente prejudicado, capenga, e o suposto incentivo ao cliente poderá reverter para uma antipatia que o desmotive a se dirigir novamente às lojas da rede: tendo sempre que aguardar uma senha para o balcão, sempre aguardar uma fila no caixa e vários outros minutos para se “re-cadastrar” e “re-identificar” junto ao sistema, mesmo sendo um “usuário de fidelidade”.

Onde está a lógica e a reciprocidade, a confiança do SESI no seu cliente de fidelidade cadastrado e com carteirinha numerada na mão?

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *