Fundação Badesc exibe Curta o Gênero

A Fábrica de Imagens – ações educativas em cidadania e gênero com o patrocínio da Petrobrás apresenta na Fundação Cultural Badesc nos dias 1º e 2 de julho a segunda itinerância da III Mostra Internacional Audiovisual Curta o Gênero, com uma programação condensada.

Serão exibidas duas sessões de curtas, distribuição do catálogo Exposição Contrastes – gênero, tempos, lugares, olhares, uma oficina de roteiro documental feminista com a realizadora audiovisual Grá Dias na terça-feira (1º de julho) e abertura das sessões de filmes com as professoras Miriam Grossi da UFSC e Marie-Hélène Bourcier da Université de Lille II.

Para oficina, não é necessário inscrição. Será obedecida a ordem de chegada dos interessados. Toda programação é gratuita.

Ontem à noite, de Henrique Oliveira

Programação de cinema

Dia 1º de junho, terça-feira, às 19 horas

Tubarão, de Leo Tabosa. 13 min. Livre.

As dificuldades de um estrangeiro em adaptar-se à sua nova realidade.

Rótulo, de Felipe Cabral. 12 min. Livre.

Bi, hétero, gay, qual a necessidade de se rotular nossa sexualidade?

Através, de Amina Jorge. 10 min. Livre.

Enquanto retocam a tatuagem, lá fora Marcinha faz 12 anos.

Arroz, feijão e lasanha, de Paulo Vidiz. 10 min. Livre.

O que esconde uma vila no interior de uma metrópole?

Trans* Lúcidix, de Tamíris Spinelli. 11 min. Livre.

Ensaio cinematografico que busca expandir o olhar sobre corpos de transexuais, aprofundando-se nas subjetividades que transformam a matéria-corpo.

Convidada: Miriam Grossi, professora da UFSC e Marie-Hélène Bourcier, professora da Université de Lille II.

Dia 2 de junho , quarta-feira

O melhor amigo, de Allan Deberton. 17 min. Livre.

Sábado, primeiro dia de férias. Lucas e Felipe decidem ir a praia.

Esta é a minha vida, de Lucas Martins. 15 min. Livre.

Um pouco da realidade de pessoas que sofrem algum tipo de preconceito por suas escolhas afetivas, como elas vivem e quem são os tipos de pessoas com quem se relacionam.

O segredo dos lírios, de Bruno Kirsch. 16 min. Livre.

Três mães e amor que supera o incomum.

Dentro, de Bruno Autran. 15 min. Livre.

Na casa da praia dos pais, a chegada inesperada de um rapaz o faz perceber que a pior ferida é aquela que te consome por dentro.

Ontem à noite, de Henrique Oliveira. 22 min. Livre

Dois personagens que aparentemente ocupam espaços e posições contrapostas, mas que se tocam pelo viés do desejo.

A escolha de Sophia, de Xandra Stefanel. 11 min. Livre.

A Escolha de Sophia é um documentário sobre um jovem brasileiro que encontrou em Montreal a possibilidade de se tornar mulher.

O olho e o Zarolho, de Juliana Vicente e René Guerra. 17 min. Livre.

Matheus tem duas mães. Sua mãe número 1 entra em crise ao ver os seus desenhos. O Olho e o Zarolho é uma fábula sobre a família moderna.

Através, de Amina Jorge

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *