Furo de Reportagem

“Sino e vero e bene trovato”. O fato é que eu ouvi esta estória. Quem é dessa época pode, com mais propriedade, avaliar se é verdade ou não. Antunes falando. Caro Ricardo, escuta esta.

Corre o ano de 1957.
No Palácio do Governo (hoje Museu Cruz e Sousa), na Praça XV, dois secretários de estado aguardam na recepção a vez de serem atendidos pelo governador Jorge Lacerda. Nesse meio tempo chega o Dr. J. J. Barreto, que além de médico muito popular na cidade, era também proprietário da Rádio Anita Garibaldi. De imediato pede licença ao Oficial de Gabinete para usar o telefone de sua mesa de trabalho. Faz uma ligação e determina:
– Eu tenho uma notícia de última hora. Põe o prefixo do noticiário de plantão e passa o som para mim.
– Do outro lado da linha veio uma resposta afirmativa e logo roda a gravação: “Atenção senhores ouvintes! De qualquer parte da cidade fala a nossa reportagem”. E o “repórter” entra com a “bomba”.
– Senhores ouvintes! Estamos falando diretamente do palácio do governo onde o Doutor Pelágio Parigot de Souza, Secretário de Segurança acaba de pedir demissão do cargo.
Quando o secretário Pelágio Parigot de Souza, que estava entretido lendo uns documentos, ouviu o seu nome e identificou o Dr. Barreto, ficou transtornado e começou a fazer gestos pedindo que o “repórter” parasse com aquilo.
Calmamente Barreto concluiu a ligação informando:
– “Por enquanto é isso, vamos conseguir mais detalhes e voltaremos com novas informações”.
Parigot foi à loucura:
– Mas, o que é isso doutor Barreto? De onde o senhor tirou essa informação?
Ao que Barreto respondeu sem perder a calma e já saindo para se dirigir ao seu consultório que ficava um pouco a cima na rua Arcipreste Paiva:
– Não se preocupa não doutor. Daqui há uns dois minutos eu ligo de novo e desminto a notícia. Isso é só para dar uma esquentada na audiência.
A ocorrência me foi narrada apelo outro secretário que estava presente e a quem jurei não mencionar mesmo sob tortura!

Categorias: Tags:

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *