Geraldo Nilson, o desbravador da mídia revista em SC

A vida profissional para Geraldo Nilson de Azevedo começou aos nove anos de idade no vasto mundo da comunicação como office boy da UPI – United Press International.

Geraldo NilsonAs notícias internacionais chegavam ao responsável pelo escritório da UPI em Recife, transmitidas em código Morse, desde os Estados Unidos. As notícias eram decodificadas e traduzidas para o português e encaminhadas para a redação da Rádio Jornal do Comércio. A emissora da capital pernambucana, era responsável pelas quatro emissões diárias do Repórter Esso “de Pernambuco para o mundo” como costumava anunciar a emissora.

Com a notoriedade de sua dedicação, Geraldinho foi contratado em seguida como Estafeta integrando a equipe de Calazans Fernandes então correspondente da Folha para o Nordeste.

Os passos seguintes trouxeram Geraldo Nilson para São Paulo, que ingressou na Editora Abril como assistente do diretor dos escritórios regionais. Diante da competência demonstrada foi promovido a gerente regional para Santa Catarina, com sede em Florianópolis, onde concluiu o curso de Administração na ESAG/UDESC.

A trajetória de Geraldo Nilson, a partir da década de 1970 está delineada na conversa que tivemos na manhã de terça-feira, 7/7, na sede de sua empresa, MC Comunicação, Marketing e Representações. Se precisasse sintetizar o tema de nosso encontro eu diria que falamos de confiança, credibilidade, compromisso e seriedade – síntese dos 40 anos de janela, estrada e amizades de um profissional positivamente empenhado no desenvolvimento do mercado para o meio revista.

Perfil

Breve resumo do histórico da vida profissional de Geraldo Nilson elaborado por ele mesmo à pedido do editor. Prático como ele é, já de início, deixa uma dica: Se você abrir o Google e fizer uma chamada do meu nome completo – Geraldo Nilson de Azevedo – encontrará um pouco do que segue abaixo:

01. nasci em Santa Luzia/PB, aos 17/03/1949 | 02. com um ano de idade meus pais foram morar no Recife;

03. aos 9 anos eu era muito importante no Recife e, sinceramente, não sabia. Por quê? Porque eu trabalhava na UPI, United Press International, responsável pela divulgação, na Rádio Jornal do Comércio – “falando do Recife para o mundo”  quando ainda não existia internet – do Repórter Esso. Eram 4 RE, diariamente – 08:00, 13:00, 19:00 e 22:00 horas – e, tempos depois, 5 RE, diariamente, nos horários das 08:00, 13:00, 19:00, 20:30 e 22:00 horas. As informações internacionais chegavam através do código Morse. Eu recebia uma “tripa” de informações de 3 metros de comprimento em papel jornal e as levava para o escritório da UPI. Lá, os repórteres transformavam a “tripa” de 3 metros em 2/3 folhas de papel ofício, em notícias, e eu corria para chegar a tempo de ir para o ar na Rádio Jornal do Comércio. Cada RE era lido por um locutor em 5 minutos. Patrocínio da Esso;

04. aos 12 anos fui convidado para ser estafeta – bela nomenclatura – ou office boy, ou ainda, mensageiro. na Folha de São Paulo, cujo correspondente, no Recife, era um cidadão chamado Calazans Fernandes que você o conheceu. Calazans foi Secretário de Educação no RN e, no Recife, também foi correspondente do Time;

05. entre 17 e 18 anos, fui morar em São Paulo, levado pelo Calazans – ele, convidado pelo Sr. Otávio Frias de Oliveira – para montar uma “mega” estrutura editorial/comercial na Folha de São Paulo e criar projetos especiais, através de um NVE, Núcleo de Vendas Especiais. Foram projetos de amplitude nacional nos segmentos de Educação, Saúde, Transportes, Amazônia, BIRD e tantos outros. O Departamento NVE virou “Nordestinos Vendendo Espaço” porque, a equipe era formada em sua quase totalidade por nordestinos;

06. aos 19 anos, depois de servir ao glorioso exército brasileiro por 10 meses, no Parque Regional de Armamento II, em Quitaúna/SP e retornar para a FSP, o Calazans estava sendo convidado para montar um Departamento parecido com o NVE na Editora Abril;

07. dos 19 aos 42 anos e meio, portanto 23,5 anos, trabalhei na Editora Abril, em São Paulo, como Assistente do Diretor de Escritórios Regionais, o Calazans, depois no Rio de Janeiro, onde permaneci por 3 anos – nas mesmas funções porque a DER foi transferida para o Rio – Subgerente por ano abrindo o Escritório de Florianópolis e depois mais 12 anos como Gerente Regional e, finalmente, 2,5 anos no Recife, como Diretor dos Escritórios Regionais – editorial/comercial – do NE e, ano depois, Diretor das regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste do país;

Troféu ACP 1977 concedido a Geraldo em 1977

Troféu ACP 1977 concedido a Geraldo em 1977

08. aos 42,5 anos – junho/92 – a Editora Abril, em função da crise instalada no Governo Fernando Collor de Mello, fez mudanças estruturais no Escritórios Regionais, acabando com as 3 Diretorias, uma delas onde eu atuava, outra, no Sul, sede em Florianópolis, e outra, Interior de São Paulo, com sede em Campinas. Naquele momento, eu fui convidado para dirigir a área de publicidade da revista Exame, em São Paulo, mas optei por um acordo com a Editora Abril e retornei à Florianópolis;

09. aos 42,5 anos montei a MC Comunicação, Marketing e Representações. Lá se vão 23 anos, representando revistas com circulação nacional e prestando consultorias na revista Expressão – fui sócio – Empreendedor, sempre Associado nos últimos 20 anos, desde o seu lançamento, Mares do Sul, jornal Indústria e Comércio, Brasil Econômico e Editora Globo, através de um convite do Adriano Kalil para uma consultoria de 4 meses que durou quase 5 anos. Essa consultoria somente acabou porque o Adriano Kalil perdeu a representação da Editora Globo e eu não aceitei o convite da Diretoria da Editora Globo para assumir a representação em SC;

10. hoje estou, novamente, somente na MC e prestando consultoria para a revista Empreendedor, como Diretor de Expansão. [ Geraldo Nilson | (48) 9983:2515 | geraldo@editoramc.com.br

Prêmio FIESC 1990, a Ralf Karsten, Presidente da Karsten

Prêmio FIESC 1990, a Ralf Karsten, Presidente da Karsten
0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *