Grupo RBS anuncia venda de operações de televisão em SC

O Grupo RBS anunciou nesta 2ª.feira (7/3) ter vendido aos empresários Lírio Parisotto e Carlos Sanchez, juntamente com outros investidores, suas operações de televisão, rádio e jornal em Santa Catarina.

rbsTv

Comunicado da empresa informa que a conclusão do negócio ‘está sujeita à condição suspensiva de aprovação prévia do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e dos demais órgãos regulatórios do setor, bem como ao cumprimento de determinadas condições precedentes usuais para estes tipos de transações’.

Segundo a nota da RBS, ‘Lírio Parisotto atua na área de mídia por meio de sua empresa Videolar e no setor de petroquímica a partir da Innova; Carlos Sanchez amplia o processo de diversificação de seus negócios, a partir do Grupo NC, um dos maiores conglomerados econômicos do País’.

A RBS informa ainda que Mário Neves, atual diretor-geral de Televisão em Santa Catarina, será o presidente da empresa. E prossegue: ‘Os investidores destacaram que a gestão dos negócios seguirá normalmente e a independência editorial será mantida. (…) O processo de transição será gerido a partir de comitês com o objetivo de garantir a continuidade e a excelência das operações. A sinergia entre as empresas em Santa Catarina será mantida a partir de parcerias operacionais e comerciais. Com o movimento, a RBS foca seus esforços de mídia no Rio Grande do Sul, onde o grupo empresarial foi fundado em 1957, com marcas jornalísticas como Zero Hora, Rádio Gaúcha e RBS TV. Além dos negócios de comunicação, o grupo é proprietário da e.Bricks, empresa de investimento digital com atuação no Brasil e nos Estados Unidos’.

Este Portal dos Jornalistas apurou que os acionistas da RBS foram comunicados da venda das operações do Grupo em Santa Catarina por mensagem eletrônica. Um e-mail com o fato relevante foi enviado a eles com informações sobre o anúncio oficializado nesta 2ª.feira pelo presidente executivo Duda Melzer. O mercado estima que o valor do negócio chegue a R$ 700 milhões. A notícia que havia sido dada em primeira mão pelo jornalista Paulo Alceu, em fevereiro, foi desmentida em nota pelo Grupo RBS, pois o negócio ainda não estava totalmente fechado. A operação foi concluída nos últimos dias. Comenta-se em Florianópolis a possibilidade de que José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, que por muitos anos dirigiu a Rede Globo, venha a participar da sociedade. Em setembro do ano passado ele teria determinado a integrantes do Jornalismo da TV Vanguarda, sua rede de tevê no Vale do Paraíba, que acompanhassem a programação da RBS TV/SC.

(Investimento e Notícia, 07/03/2016)

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *