HB 86: Blumenau, um planejador exemplar

Das tantas características para serem admiradas no Dr. Blumenau, está a seriedade com que aprendeu a encarar os valores da existência desde jovem. Tudo era levado ao extremo do rigor de avaliação, de tal sorte que se houvesse de falhar alguma coisa, tudo estivesse previsto. Não raro ele procedia uma revisão dos próprios conceitos, de maneira a não se permitir exageros, nem pra mais, nem para menos. Seus alvos eram bem definidos, as ações exaustivamente planejadas e os projetos e planos demoradamente estudados. Isto talvez explique a trilha de sucessos percorrida desde que definiu os rumos de sua vida.

No relatório, que veio a ser citado pela primeira vez somente em mil novecentos e quarenta, na obra de Roloff, abordou todas as variáveis. Não deixou hipóteses para outros autores, a não ser que dessem continuidade aos levantamentos e pesquisas a partir de onde ele parou. Até porque sabia que a história, assim como a vida, é um processo dinâmico. Ela não para. O futuro pode ser o minuto imediatamente seguinte a este, assim como o passado pode estar no minuto imediatamente anterior ao que se faz presente. O pensamento não parava. As idéias jorravam aos turbilhões.  Cada minuto era de solidificação de tudo quanto aprendia.

“Da mesma forma que o bem estar do indivíduo, deve salvaguardar-se o bem geral do todo, da Pátria, o qual exige a conservação da nacionalidade e o fomento da indústria e do comércio”. Ele chegaria, nessas observações, ao limite de duas possibilidades para aplicação desse propósito. Continuou: “uma das possibilidades é a constituição de um novo Estado independente, porém intimamente ligado à Alemanha pela língua e pelos costumes, a exemplo dos países coloniais da Inglaterra, da Espanha e de Portugal. A segunda possibilidade é o domicílio em país estranho, sob determinadas condições”.

A seguir: é possível afirmar que o jovem Blumenau era um revolucionário?

 

 

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *