Heloísa Carvalho Cruz Lima

Em entrevista a Ricardo Medeiros, Heloísa Carvalho Cruz Lima, filha do ex-deputado Aroldo Carvalho, fala como surgiu a emissora e a influência que vem tendo no rádio da Capital.R – Dona Heloisa eu queria que a senhora contasse um pouquinho da história da Rádio Santa Catarina. Como é que começou esta emissora.

H – A rádio SC é uma das emissoras da Rádio Canoinhas Ltda. Meu pai com meus tios-irmãos da minha mãe tinham uma rádio em Canoinhas. A Rádio canoinhas ele teve desde a juventude dele. Aí quando morávamos em Florianópolis ele quis uma emissora aqui e conseguiu uma concessão em 1960. Em 1962, dia 01 de maio de 1962 a rádio entrou no ar pela primeira vez.

R – E o seu pai se chamava?

H – Aroldo Carvalho, Aroldo Carneiro de Carvalho.

R – E ele tinha sócios nessa emissora?

H – Tinha, tinha vários sócios meus tios, quer o nome deles?

R – Quero.

H – Altamir Ceniolo, Mili Zaniolo e Alcitio Zaniolo, meu avô! Modesto Zaniolo segundo Osvaldo de Oliveira, Orestes Prokopiack isso no que começou Canoinhas ou Irineu Bornhausen que depois ficou com os herdeiros dele, o Jorge, o Paulo e o Roberto, eles depois ficaram fazendo parte da rádio.

R – Perfeito. E a senhora entrou em que época na emissora?

H – Eu entrei na emissora em 65. Meu pai pediu que eu tomasse conta da rádio e que era só pra vir aqui dar uma voltinha e está voltinha está até hoje.

R – Pó que voltinha hein?

H – Era só pra vir aqui pra tomar conta pra dar uma orientação pra que tivesse a presença de alguém da família.

R – Em que se baseava quando iniciou essa emissora, qual era a programação dela?

H – A programação dela era do mais alto gabarito. Meu pai gostava muito da parte jornalística. Trabalhavam na rádio o Moacir Pereira, o Polidoro, o Jali Meirinho. A parte jornalística da rádio era muito boa, era um rádio muito caro também e tinha também nessa época George Peixoto que dirigia a emissora antes de! mim, ele era o gerente da rádio. Também trabalhava lá o Raul! zinho Ca ldas que cuidava da programação. E ficou muito tempo a gente lutando por uma liderança que não chegava nunca até que depois a gente mudou a programação quando nós já tínhamos assumido a rádio. Aí nós acreditamos em dois rapazes de São Paulo que estavam começando: Luiz Carvalho e Carlos Colessanti, eles estiveram a nossa procura e eles faziam parte do escritório que representava a rádio que antigamente tinha um representante em São Paulo e o nosso representante eles faziam parte ai eles se desligaram e formaram a LC e a primeira rádio que eles passaram a cuidar da programação foi a Santa Catarina, foi aí que em dois anos nós estávamos liderando e que lideramos por mais de doze anos.

(Trecho inicial da entrevista gravada em 19/08/2002. Texto sem revisão. A íntegra da entrevista pertence ao acervo do Ricardo Medeiros).

Categorias: Tags:

Por Ricardo Medeiros

Doutor em Rádio pelo Departamento de História da Université du Maine (Le Mans, França). Radialista, jornalista, escritor e professor de rádio do curso de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Santa Catarina e assessor de imprensa da Prefeitura de Florianópolis. É um dos fundadores do Instituto Caros Ouvintes.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *