História de Blumenau – 27

Cresciam as dificuldades para a atração de imigrantes da Alemanha para o Brasil. Segundo causas que o Dr. Blumenau comenta em seu relatório de 1853, os entraves gerados pelas intrigas da diplomacia eram ardilosamente tramados, de maneira a dificultar o cumprimento das suas metas. Não se tratava mais e tão somente da concorrência de outras colônias no Brasil. Eram países que tratavam de desviar correntes imigratórias. Representações estrangeiras na Alemanha, na Áustria, na Itália, faziam parte desse jogo. Eram países que em meados do século viam sair milhares de pessoas e famílias para outras terras, fugindo de comoções políticas ou econômicas, para buscar vida mais fácil ou mais livre em outros países.

Mas apesar da queda na vinda de mais imigrantes, a colônia alcançava resultados expressivos em sua economia. Os habitantes eram poucos, mas trabalhadores e industriosos. Já estava em pleno funcionamento o engenho de açúcar e de farinha de mandioca. A safra de cana permitiu produzir vinte e quatro barricas de açúcar e quase quatro pipas de pinga. A safra do feijão e da batata extrapolava o consumo da colônia e o excedente era vendido nos povoados vizinhos. Dr. Blumenau mostrava-se otimista com esses resultados e acreditava, cada vez mais, no sucesso da empreitada.

Ele narra em seu relatório: “À vista de todas as circunstâncias acima enumeradas, e mais, achando-se na colônia um médico hábil, que em caso de doenças ou ferimentos presta os seus socorros, e um professor muito instruído, de cujo emprego por conta da Província em breve se pode esperar um ensino regular e contínuo, tanto na língua nacional como na alemã, e exercício de culto divino tão anelado por todos os colonos, não pode causar admiração que eles vivam satisfeitos, alegres e sossegados e cheios de confiança para um futuro próximo”.

No próximo capítulo: melhora a vinda de colonos para Blumenau.

Categorias: , Tags: ,

Por Vilarino Wolff

Radialista, jornalista, escritor e ator (teatro e cinema). No rádio foi comentarista político e comunitário, animador de auditório, apresentador de programas, noticiarista, narrador, locutor de comerciais e cerimonialista. Como político foi eleito para vários cargos públicos em Lages e Blumenau onde reside atualmente.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *