Histórias do Comentarista Esportivo Álvaro Correia. Um grande amigo !

O jornalista e ex-deputado Álvaro Correia  trabalhava como telegrafista nos Correios e Telégrafos em Blumenau, chefiava  o Departamento de Esportes da  Rádio Nereu Ramos, escrevia noticiário do Grande Jornal do Ar, era responsável pelo Jornal A TRIBUNA, do saudoso Germano Beduschi, nos anos 60.
Por Edemar Annuseck

Antes de ingressar no rádio foi jogador do Clube Atlético Tupi de Gaspar, sua terra natal, e já escrevia para alguns jornais. Como jogador era conhecido pelo apelido de “Bolinha”.

Quando iniciei na Nereu em 1964 ele era o seu comentarista titular e o responsável pelo departamento de esportes.
No Panorama Esportivo apresentava Um fato em foco, o seu comentário diário.
Aos domingos na Grande Resenha Esportiva Dominical Ford, patrocinada pela Casa do Americano, ele redigia o programa, comentava o jogo da rodada e participava da leitura dos textos, quando não estavam presentes Alfredo Otto ou o Edson Luiz.
A Resenha era o grande programa de esportes nas noites de domingo. Iniciava-se às 22 horas e geralmente terminava à meia noite. Tinha reprise de gols, comentários, entrevistas de vestiários feitas pelos repórteres sempre após os jogos, campeonatos Estaduais, futebol Internacional e o Grande Placar Esportivo. A Resenha era o único referencial esportivo das noites de domingo em Blumenau, e, de grande audiência.
Rolo Compressor
Lembro que numa dessas Resenhas, sobrou pra mim e pro Álvaro a leitura dos Campeonatos Estaduais.
Quando entramos no noticiário do Campeonato Carioca, o texto dizia : o Flamengo passou como um rolo compressor pelo Olaria.
Na leitura (era ponto a ponto) esse trecho caiu para o Álvaro; quando ele pronunciou “rolo compressor”,  caiu na gargalhada. O  sonoplasta teve que subir o fundo musical. Pra voltar foi um parto. Depois de alguns minutos com o Álvaro fora do estúdio, tentei retomar a leitura, mas ficou difícil me concentrar na mesma.
O que tinha ocorrido vinha à memória a cada instante. Eu levantava os braços e pedia ao sonoplasta que subisse com o fundo do programa. Naquele dia a Grande Resenha Esportiva Dominical praticamente terminou nesse episódio.
Natal sem bicicleta
Apesar de gozador e exigente ao mesmo tempo, o Álvaro Correia tornou-se um grande companheiro, que adorava saborear churrascos e costelas. Às segundas-feiras batíamos ponto com o grande Virgilio Léo, na Churrascaria Busarello, do saudoso Nelson Busarello, na rua Amadeu da Luz. Nossa condução na época era a bicicleta, o ônibus ou o táxi.
A gente percorria a cidade de bicicleta, até quando chovia. O Álvaro teve várias bicicletas roubadas. A trágica e hilariante aconteceu na véspera de Natal. Saindo da agência dos Correios na Alameda Rio Branco, ele foi até à Rua  Floriano Peixoto bater um papo com os amigos.
Nesses longos papos eram “devorados”, ovos em conserva, roll-mops (sardinha enrolada com cebola no palito), lingüicinhas, batata frita e muita cerveja, mas muita mesmo. Alguns colegas às vezes se utilizavam de táxi para chegar em casa. Nesse dia a turma que gostava de uma geladinha, não deixou barato. O ano estava terminando e nada melhor do que comemorar. Tanto que o Álvaro ao deixar o local, seguiu para casa a pé.
Ao chegar, à família se deu conta que ele estava sem o seu veículo de transporte. Triste e quase chorando ele dizia : roubaram a minha bicicleta, roubaram a minha bicicleta…
Lamento e tristeza foram assimilados pela esposa (dona Isolde) e pelos filhos. Na manhã seguinte, retornando ao local onde estivera na noite anterior, Álvaro se surpreende ao encontrar “estacionada” e trancada com cadeado, sua velha e insuperável companheira de duas rodas.
 


{moscomment}

Categorias: Tags:

Por Edemar Annuseck

Edemar Annuseck, jornalista, narrador esportivo que iniciou na Rádio Nereu Ramos de Blumenau em 1964 e depois atuou nas Rádio Jovem Pan, Tupi, Record de São Paulo, Clube Paranaense, Cidade e Globo/CBN de Curitiba, TV Jovem Pan e SPORTV, Editor da página de esportes do Jornal A CIDADE DE BLUMENAU, cobrir 5 Copas do Mundo (74, 78, 82, 86 e 90).
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *