Historinha carnavalesca ouvida numa pescaria na baia de Paranaguá

Numa cidade de alegria contagiante no reinado de modo, havia uma grande disputa entre duas escolas de samba.

Os preparativos para o desfile eram feitos sob sigilo absoluto e o samba enredo era conhecido apenas pelo seu autor, o diretor da escola e mais ninguém. Naquele a escola pretendia ganhar o concurso de qualquer maneira, já que vinha perdendo do adversários ha muitos carnavais. Contrataram um compositor conhecido e admirado por ser um sambista muito apreciado pela população.

Este passou o ano “bolando” um samba enredo para ganhar o carnaval. Os ensaios foram secretor e no dia do desfile surgiram os membros da escola de samba em fantasias jurássicas e com animação de fazer inveja ao Steve Spilberg.

Na frente do primeiro grupo um enorme bicho com jeito de dragão fazia investidas na direção do público. Uma bateria entusiasmada dava o ritmo do samba cuja letra muito curta, era cantada pelo puxador de samba aos gritos e dizia apenas isso; que bicho é esse? O restante do grupo respondia; é o Dragão, é o dragão. A escola perdeu feio

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *