Humor no rádio

Caro Antunes. Foi realmente uma beleza, como dizem os mineiros e agora muitos outros, o encontro, o papo, o serviço de bordo, a companhia proporcionada por J.Pedro e Álvaro Correia.
Por Aguinaldo Souza, de Florianópolis

Estive lendo as anedotas deste site e, se me permite, tenho uma para contribuir. Como locutor da rádio Suécia, em Estocolmo, em 1966, especializado em notícias e não em futebol, fui destacado para acompanhar a seleção brasileira que fora levada para a Suécia para se ‘aclimatizar’ para a copa de 66 na Inglaterra. Apos cada partida de treino contra algum time sueco local, eu passava a matéria, por telefone, sobre o jogo e normalmente com uma pequena entrevista, com algum grande da época, como Pelé e outros.

Um dia, após passar a matéria de um telefone perto da recepção de um hotel em Malmo, voltei para a  mesa onde alguns jornalistas brasileiros estavam reunidos. O então famoso …Jorge Curi, da Jornal do Brasil, irmão do cantor Ivon Curi, virou-se para mim, e com todo o carinho disse: “Bom trabalho menino, mas eu quero lhe lembrar que são 45 e não 90 minutos cada tempo”. Eu havia dito que nos primeiros 90 minutos de jogo…

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *