Humor no rádio

O humor sempre esteve presente no rádio. Programas que marcaram época no passado ganham novas produções e continuam levando alegria aos ouvintes. Max Nunes e seu “Balança Mas Não Cai” nos anos 50. “Rádio Camanducaia” com Estevam Sangirardi, nos anos 70. E os atuais “Pretinho Básico” e “Pânico”. Mas, acreditamos  que o melhor do humor, no rádio, tem sido ao longo dos tempos, aquele praticado ao vivo, envolvendo locutor e ouvinte.  Aquelas situações embaraçosas nas quais, não raramente, o ouvinte coloca o apresentador. E haja criatividade e improviso pra sair da “saia justa”. Clique para ouvir algumas dessas estórias que tornam este veículo ainda mais apaixonante.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *