Injustiça!

O jogo São Paulo 1 x 3 Santos foi o clássico das injustiças: A primeira foi o Alvinegro jogar logo após uma viagem cansativa à Bolívia, onde sofreu com a pressão atmosférica e absurda falta de esportividade dos bolivianos, contra um tricolor descansado, poupado de um jogo de meio de semana que, apesar da chuva, poderia ter ocorrido. A segunda foi ter um gol legítimo anulado, que poderia ter decretado uma goleada histórica, a partir dali. A terceira foi um gol irregular, que poderia ter desequilibrado o jogo e dado condições psicológicas para o São Paulo tentar igualdade e talvez uma virada, por jogar em seu campo, ao lado de sua torcida.

Três injustiças, que o Santos, time dos céus, que agora usa o azul celeste com propriedade, respondeu com três gols de Neymar, que não cansa de jogar e encantar a todos! Três injustiças que foram anuladas por um Camisa 11 que marcou – e vibrou! – com o mesmo empenho com que foi infernal no ataque. Três injustiças que Léo, o divino Léo, que chegou a pensar em pendurar as chuteiras para jogar noventa minutos impecáveis, com a velocidade de um estreante e a experiência de seus 37 anos. O único jogador que conheço que tomou dois cartões amarelos numa partida, sem ser expulso de campo! Quer pendurar as chuteiras, Léo? Pendura e joga descalço por mais um três anos, cara!

Mas, a maior injustiça de todas é que esta deveria ter sido a final do Paulistão! E isso sem nenhum demérito ou desprezo a Ponte Preta e Guarany!Hoje, a defesa esteve quase impecável, com a dupla Edu Dracena e Durval jogando como poucas vezes. O meio de campo, com o incansável Adriano, o cerebral Ganso e indefectível Arouca preencheu os espaços.

O Alvinegro está em meio a uma maratona estressante de viagens e jogos: Precisar virar o resultado adverso contra o Bolívar! Vai enfrentar um time de Campinas, que jogará seu “jogo do ano”!É preciso ter nervos de aço e futebol-arte para enfrentar tantas adversidades!

Nervos de aço e arte? Ora, dá uma esticadela neles, como em cordas de um violão, e para tocar um sambinha, com garra e emoção; daqueles que a torcida do Santos começa cantando sozinha, mas que o mundo da bola faz coro, no refrão!

O Alvinegro vai ser tri paulista?

Sei lá! Bom mesmo é curtir cada instante mágico que Neymar, Muricy & Cia. têm proporcionado, com merecimento e justiça, ao futebol paulista, brasileiro e mundial!

Ouça textos do autor em: www.carosouvintes.org.br (Rádio Ativa / Comportamento) | Caso queira receber gratuitamente os livros digitais: Sobre Almas e Pilhas, Dest’Arte e Claras Visões, basta solicitar pelos e-mails: [email protected] e [email protected] | Conheça as músicas do autor em: br.youtube.com/adilson59 | (13) 97723538Santos – SP

Categorias: , Tags: , , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *