Jair Oliveira, o manezinho que virou Viking

Mas Jair Oliveira começou sua batalha aqui mesmo em Florianópolis, quando ser artesão na Praça XV dava cadeia. Na entrevista, a Cláudia Barbosa lhe pergunta o que ele fazia antes de se mudar para a Dinamarca ele explode: “Sou um antigo hippie da década de 1960. (O artesanato na) Praça XV foi eu que fundei. Aquela história de artesanato ali, eu sou o fundador. Combatendo, resistindo com toda a força – ao nosso então nomeado prefeito Esperidião  Amim Helou Filho – que não queria deixar agente trabalhar ali na Praça XV”.  E conclui com a constatação de que “hoje o que o turista quer é levar uma lembrança daquele lugar onde eles estão visitando”. A entrevista foi realizada no Morro das Pedras, no Sul da Ilha onde Jair tem uma casa que ele mesmo construiu e onde vem passar suas férias. Acompanhe a prosa que foi gravada em vídeo (e áudio, por supuesto) pela TV Câmara em agosto de 2008. A transcrição de vídeo para áudio é de André Celeste.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *