Joinville poderá ter Casa da Memória da Comunicação

Na segunda-feira, 12/3, o presidente do Sindicato dos Radialistas da Região Norte de Santa Catarina, José Eli  Francisco, foi recebido pelo prefeito Carlito Merss, em seu gabinete na sede da Prefeitura. Eli Francisco defendeu junto ao prefeito um projeto que acalenta há vários anos: transformar a AJIR – Associação Joinvilense de Imprensa, Rádio e Televisão que ele preside, na sede do Museu do Rádio. A ideia é criar o museu com o acervo já lá existente e depois  estender o projeto à televisão e à imprensa criando-se um local único para “preservar  a memória dos profissionais do rádio, da televisão e da imprensa de Joinville e da Região norte do Estado”. O prefeito, segundo Eli Francisco, “mostrou-se receptivo à ideia”.

Sede atual da AJIR em área nobre da cidade de Joinville

A Recreativa dos Radialistas, como é conhecida a AJIR, foi fundada em 21 de setembro de 2001 em terreno doado pela Prefeitura Municipal de Joinville, no governo Luiz Henrique . “Tivemos a ajuda do ex-prefeito Marco Tebaldi, do senador Esperidião Amim, de Eno Voltolini e do radialista deputado Nilson Gonçalves, dentre outros;  isto na minha gestão”, acrescenta o presidente a AJIR. A “Recreativa” é composta por uma cancha polivalente, dois vestiários e um refeitório, com churrasqueira e todas as demais instalações. No local já existe um acervo composto de fotos e documentos, rádios antigos e outros objetos relacionado à comunicação como um display onde aparecem antigos  dirigentes da ACEJ – Associação dos Cronistas Esportivos, que marcaram o início da comunicação em Joinville.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *