Jornalismo com trabalho e talento

Moacir Pereira, DC, 08/11/2014

Cacau Menezes com colunista na histórica mobilização nacional do Jornal do Almoço da RBS TV, “Cadeia da Solidariedade”, em função das enchentes de 1983

Dois importantes capítulos na história da imprensa catarinense foram escritos há 35 anos. Ambos ligados ao Grupo RBS. O primeiro, com a instalação da TV-Catarinense, em Florianópolis, no dia 1o de maio de 1979, iniciando uma nova etapa na profissionalização e modernização da comunicação no Estado. O segundo, dia 5 de novembro de 1979, com o lançamento do Jornal do Almoço, líder em audiência desde a primeira edição. Veio depois, em 1986, o Diário Catarinense, o jornal mais informatizado do Brasil.

Entre os milhares de profissionais que passaram ou continuam integrando o quadro do Grupo RBS, um detém títulos imbatíveis: o jornalista Cacau Menezes. Primeiro a produzir e a apresentar um programa de notícias e variedades no Jornal do Almoço, é o único da equipe inicial que permanece até hoje. Dentre os colunistas e repórteres, é também o único que começou no DC há 28 anos, agora mais prestigiado e mais lido, com duas páginas diárias.

Trabalhador, talentoso e polêmico, Cacau tem outros atributos profissionais que o distinguem dos concorrentes. Promotor de eventos desde a juventude, reúne público heterogêneo do Estado e políticos de todos os partidos na sua famosa Feijoada. Amante das artes, dos esportes e da cultura, há décadas incentiva todos os dias estas atividades. Multimídia e eclético, abrange várias gerações e possui, ainda, um blog e um programa semanal na TVCOM.

Neto, filho e pai de jornalista, Cacau Menezes – candidato ao livro dos recordes – vem recebendo centenas de cumprimentos pelos 35 anos de múltiplas e históricas conquistas pessoais e profissionais. Merecidamente!

 

 

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *