Jornalismo de Vanguarda (Parte 7)

Para que você leitor mais jovem possa analisar uma das fases mais tumultuadas vividas pela política brasileira em meados do século passado, um pouco de história é fundamental.
Por Antunes Severo

O golpe militar de 1964 que manteve o país em regime ditatorial por mais de 20 anos, pode ter começado em 1945. Explico: Getúlio Vargas, ditador desde 1937 quando criou o “Estado Novo”, foi deposto em 1945. Nesse ano institui-se a Terceira República que no período de 1945-1965 teve 10 mandatários. Entre os quais João Belchior Marques Goulart eleito vice de Jânio Quadros e derrubado do poder em 31 de março de 1964. Fazer jornalismo – impresso, radiofônico ou televisivo – nessa época era mais do que um desafio, muitas vezes era mesmo um perigo.
Em Santa Catarina embora de forma mais branda ou menos ostensiva reinava a censura iniciada com a tomada de posse do governo pelos militares. A Rádio Diário da Manhã, inaugurada em janeiro de 1955, destacava-se pela audiência de dois programas de rádio Jornalismo: A Marcha dos Acontecimentos, um programa crítico-opinativo de caráter político e o Correspondente Renner, uma série de quatro edições diárias de oito minutos ao estilo do consagrado modelo do Repórter Esso. Adolfo Zigelli, com uma equipe de mais seis profissionais, produzia e apresentava ambos, além de exercer as funções de diretor da Divisão de Radiojornalismo da emissora.
Adolfo Zigelli percebendo a pressão diária feita sobre a linha editorial da emissora, viu na criação de um documento que chamou de Regras de Redação, o instrumento que lhe daria mais força para defender a profissionalização do radiojornalismo como instrumento de credibilidade da emissora e de respeito para com os ouvintes.
Na edição da semana passada apresentamos os pontos básicos do manual e até uma notícia de como exemplo de aplicação do modelo. Hoje, portanto, passaremos a apresentação do manual com base na metodologia adotada por Moacir Pereira em seu livro Adolfo Zigelli – jornalismo de vanguarda, inclusive respeitando a ortografia da época.
RDM –Divisão de Rádio-Jornalismo. Regras de Redação
Comecemos com algo realmente importante: aqui todos têm direitos.
Mas, para obtê-los, lembre-se que existem deveres. 
É dever de quem reclama direitos cumprir os seus deveres.
Em segundo lugar, também é importante recordar que aqui vivemos o nosso trabalho; e se aqui trabalhamos vamos trabalhar juntos, num clima de cordialidade. É vantagem para cada um e vantagem para todos. Se algum colega lhe pedir a cobertura de um horário, faça o possível para atende-lo. Lembre-se que amanhã quem pode desejar ir a uma festa ou a um cinema, é você. Se o seu colega faltar e não lhe prevenir, faça-o do mesmo jeito. No mínimo ele lhe ficará agradecido.
Não cobre os favores que fizer. Um favor espontâneo – fique certo – é retribuído, hoje ou amanhã.
O rádio – no estágio atual do desenvolvimento brasileiro – é um veículo poderoso.
Quando tiver que prejudicar alguém no interesse público, pense duas vezes. Quando tiver de favorecer alguém, em particular, pense dez vezes. Quando tiver de prejudicar o interesse público, nem precisa pensar: rasgue o que escreveu.
O seu melhor crítico é você mesmo. Se você não estiver satisfeito com o que produziu, imagine a insatisfação do seu superior.
A sua missão é informar.
Por isso, mantenha-se bem informado.
Até a próxima semana com a apresentação de mais uma parte das Regras de Redação de Adolfo Zigelli.


{moscomment}

Categorias: Tags:

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *