“Linha com cerol – diversão ou perigo?” “Quando a morte se mascara de diversão”

Almoçar na casa dos familiares é uma atitude bem comum e mundialmente popular, mas, ter a vida interrompida durante o trajeto foge desta realidade. Foi em uma dessas “fugidas da realidade” que faleceu a motociclista Josiane. A publicitária estava em Florianópolis e por volta das 12 horas iria para casa ao encontro da família. Durante o percurso, uma linha de cerol interrompeu seu caminho.


Esta crônica faz parte da série “Crônicas Estudantis. A série é uma produção de nosso colaborador Deivison Hoinascki Pereira em parceria com seus alunos do segundo e terceiro ano do ensino médio da EEB Professora Eloisa Maria Prazeres de Faria. Biguaçu – SC


Eu, que desejo ter a sensação de liberdade ao pilotar uma moto, sinto temor ao saber que em qualquer momento poderei ter minha vida ceifada devido a condutas relaxadas de meus semelhantes. Josiane já havia percorrido sucessivamente a BR-282 e não esperava que a linha de uma pipa fosse traçar o seu fim. E francamente, quem de nós espera ter seu pescoço dilacerado durante o percurso de retorno ao lar?

Pedro Henrique e Monique Silva

De fato, a história da jovem comoveu muitos motoqueiros que correm diariamente o mesmo perigo. Em resposta, centenas de motociclistas realizaram uma manifestação na Grande Florianópolis contra o uso de linha chilena e cerol em pipas. Com um minuto de silêncio e salva de palmas, a morte foi lamentada e a atenção das autoridades chamada.

Podemos perceber, que, o uso equivocado de linhas com propriedades perigosas coloca em risco a vida humana. Desse modo, mais vidas continuarão a ser perdidas se essa realidade não for transmutada. O aconteceu com a publicitária Josiane não é um caso isolado, mas sim, um reflexo dos “quadros de sangue” que estão sendo pintados em nossa pátria tupiniquim. Logo, linhas chinela e com cerol representam uma “brincadeira” hostil e sanguinária para a história da humanidade.

1 responder
  1. Marinho says:

    Parabéns Amigo Deivison pela matéria. Não apenas por essa matéria, mas por tantas outras e demais crônicas bem escritas com conteúdo que nos prende à leitura.
    Muito bom amigo!
    Que Deus abençoe você e sua família.
    Forte abraço!

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *