Livro “O Brasil dos correspondentes” é lançado em Santos

A história recente do país é o pano de fundo dos relatos reunidos no livro “O Brasil dos Correspondentes”, onde jornalistas da imprensa estrangeira contam como realizaram reportagens sobre o Brasil publicadas no mundo todo entre 1977 e 2007.

A obra foi lançada em Santos na segunda-feira (22/9), na abertura da Semana Ceciliana de Artes e Comunicação, na Universidade Santa Cecília (Unisanta). O lançamento promovido pela Unisanta e pelo Pauta Cultural, grupo formado por profissionais e estudantes de jornalismo, contou com a presença dos jornalistas Thierry Ogier, francês, correspondente do jornal Les Echos, e Verónica Goyzueta, peruana, correspondente do Mergermarket, serviço do grupo Financial Times, e do ABC, jornal espanhol.

Goyzueta é a atual presidente da Associação dos Correspondentes Estrangeiros (ACE) em São Paulo e uma das organizadoras da publicação, ao lado da inglesa Jan Rocha, correspondente do World Service da BBC, e de Thomas Milz, alemão, colaborados da rádio ARD.

Na introdução do livro, Goyzueta conta que o ano de 1977, marco inicial dos relatos reunidos na obra, marca a criação da própria ACE. Para ela, os últimos 30 anos coincidem com a “história de um país que saiu de uma ditadura militar e aprendeu a construir uma democracia”. Além dos relatos, o volume traz fotografias de Milz, Paulo Fridman e Roberto Cattani. Vídeo sobre o lançamento de “O Brasil dos Correspondentes” pode ser assistido em http://www.youtube.com/watch?v=U_Kq7xyiOVs.

Mais informações: Márcia Costa (13) 9126-7210, 3227-6663
 

Categorias:

Por Rúbia Vasques

Doutora em Comunicação Social e professora de Jornalismo. Atuou como radiojornalista, redatora, locutora noticiarista e apresentadora em emissoras de rádio da cidade de Santos/SP e em Itajubá, Minas Gerais. A jornalista Rúbia Vasques se dedica atualmente a trabalhos voluntários em instituições sociais.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] Você pode conhecer melhor os livros em que Verónica foi co-organizadora: “Guerra e Imprensa. Um olhar crítico da cobertura da Guerra no Iraque” e “O Brasil dos Correspondentes” […]

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *