Luciana Paula, uma historiadora ao som da Voz do Brasil

Academídia | História | Faed/Udesc

Pois foi A Voz do Brasil, considerado o mais longevo programa de rádio do país, o motivo escolhido pela acadêmica de história Luciana Paula Bonetti Silva para defender o seu trabalho de conclusão de curso na Universidade do Estado de Santa Catarina. Luciana que também cursa Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina, gosta mesmo é de rádio e foi por isso que escolheu esse controverso programa. E para apimentar ainda amais a questão Luciana escolheu – ou melhor, recortou para seu estudo – o período do início do primeiro mandato do governo Lula até os dias atuais, de acordo com a ocorrência de discursos acerca da cidadania.

Ela assinala: “Apresentamos um breve histórico da invenção do rádio, da sua difusão no país e dos quase oitenta anos do programa A Voz do Brasil. E buscamos ainda refletir, para melhor entender este contexto, sobre as trajetórias de importantes intelectuais do rádio como Jonh Reith, da BBC de Londres e Edgar Roquette-Pinto, da Rádio Sociedade, em comparação com Eugênio Bucci, ex-presidente da Radiobrás. Mais especificamente sobre o período estudado, utilizamos a obra Em Brasília, 19 horas, e ainda, arquivos sonoros do programa, a partir de 2009, para detectar as possíveis mudanças enunciadas pela EBC – Empresa Brasileira de Comunicação.

Luciana Paula Bonetti Silva (ou apenas Luciana Paula)

– Graduada (a formatura será em fevereiro de 2013) em História pela Udesc e graduanda em Jornalismo pela Ufsc.

– Estágios relevantes:

Universidade Federal de Santa Catarina – um ano como mestre de cerimônias do Departamento de Cultura e Eventos e um ano como monitora da disciplina de Redação II.

Universidade do Estado de Santa Catarina: monitora por um semestre das disciplinas de Teoria da História I e Estágio Curricular Supervisionado I, bolsista de extensão no Núcleo de Estudos Afro-brasileiros, também por um semestre.

– TCC: A Voz do Brasil, A Voz da cidadania no Rádio: um estudo do Programa (2003-2012)

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *