Luiz Henrique, Tito, o desconhecido

Com palavras simples, mas repletas de amor e carinho, Luiz Gonzaga Galvão, relembra o amigo de infância: Tito, para os íntimos; Luiz Henrique Rosa para os fãs da música popular brasileira mais refinada – a Bossa Nova.

Luiz Henrique filhosDiz ele, na mensagem que enviou ao Caros Ouvintes: “Em 1985, portanto há exatos trinta anos atrás, Luiz Henrique Rosa, nosso maior expoente musical, ficou “encantado”. Músico, compositor, cantor, teatrólogo. Tito, como era carinhosamente chamado, nos deixou um grande legado.

Na área musical, à nível mundial, nos presenteou com o “Samba-Jazz”, quando, na década de 1960, misturou o samba com o Jazz levando esse som maravilhoso e singular aos States e depois aos quatro cantos do mundo.

No Brasil, foi um dos pioneiros que, juntamente com Tom, Vinícius, João Gilberto, Menescal, Astrud, Nara, Elis e tantos outros artistas criaram, aperfeiçoaram e deram vida a tão propalada Bossa Nova.

No lado social, humano, Tito nos deixou marcante exemplo: amava o próximo como a si mesmo. (Lembro-me, que Tito parecia um “São Francisco”, sempre rodeado de gente ouvindo-o, querendo estar junto a ele, sempre atendendo à todos com a mesma consideração, o mesmo carinho, a mesma afeição. Tito era assim distribuía amor “auscultando” as pessoas…).

No que diz respeito à Ilha de Santa Catarina – suas “coisas”, cultura, irradiações, enfim, ele foi o precursor. Com seu exemplo, dedicação, sua forma de agir, de conceber a rica história, a beleza, a maravilha desta Sagrada Terra, nos incutiu um singular amor pela Ilha de Santa Catarina. Cabe destacar  que quase todas as suas canções ressaltam, enaltecem a nossa bela Ilha (“A minha Terra tem uma praia que namora o mar (…) Todos cantam sua Terra, também a minha vou cantar…”) .

Luiz Henrique era uma pessoa “do bem querer” (como dizia o saudoso e inesquecível Aldírio Simões), era extremamente bom. Uma pessoa dócil, sensível, amiga, um ser humano singular e carismático.

Tito elevou o nome de nossa Cidade e resgatou a auto-estima da sua Gente. Fez a nossa Terra conhecida internacionalmente através de suas composições, seus discos, suas músicas, seus shows. Sempre enaltecia sua terra nas conversas com pessoas influentes no mundo da música, das artes e da cultura, de uma forma geral.

São trinta anos de saudades deste querido Manezinho, que quando questionado porque saiu da “América” no auge de sua carreira e ainda jovem, respondia:

Vim para casa,estava com saudades da minha terra, da nossa gente, das nossas coisas, de respirar o nosso ar, enfim, voltei para viver”.

Resumindo, Luiz Henrique Rosa, o Tito, foi uma das pessoas mais maravilhosas que Florianópolis teve a felicidade de ter entre os seus filhos e habitantes. Ele, Tito, foi uma celebridade nos Estados Unidos, como disse, recentemente, sua amiga Liza Minelli em entrevista, mas sempre primou pela naturalidade, pela simplicidade e era assim que levava sua vida.

Trinta anos são passados do seu “encantamento” e, na verdade, é bom enfatizar nesta oportunidade: Todos nós, povo e cidade estamos ainda devendo uma grande e justa homenagem a este inesquecível, ilustre e querido Manezinho”.  [ Economista Luiz Gonzaga Galvão | Associação Amigos da Cidade | Secretário Geral ]

A foto é de Cris Bittencourt/DC publicada na coluna do Cacau na edição de domingo, 12/07/2015 do Diário Catarinense, com o seguinte texto: “Nos 30 anos da morte do cantor e compositor Luiz Henrique Rosa (9 de julho de 2015), Cacau conseguiu reunir pela primeira vez na televisão seus três filhos: Alicinha (que teve o prazer de ouvir de viva voz a Liza Minnelli cantar a música feita pelo pai que leva o seu nome, quando tinha 12, aqui em Floripa) e Raulino e Manoel Rosa, que acabam de lançar o primeiro site oficial do pai, com vídeos e fotos inéditas e toda a sua discografia.”

1 responder
  1. Luiz Gonzaga Galvão says:

    Parabéns,Mano Antunes Severo,pelo trabalho de resgate da
    memória do nosso querido e saudoso Luiz Henrique Rosa,o Tito.
    Expoente das Artes Musicais,Ser Humano Singular.Parabéns também,a toda a Família do Luiz Henrique,Raulino,Alicinha,Manoel,Pedro,dentre outros,que estão
    nos presenteando,diariamente,com matérias importantes e singulares
    à respeito da vida e obra deste Verdadeiro Mestre da Música e inesquecível Manézinho da Ilha.

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *