Lula critica TV paga e defende cotas nacionais

O presidente Lula defendeu, durante a cerimônia de lançamento do Fundo Setorial do Audiovisual, no Rio, a aprovação do PL 29, projeto que prevê a entrada de teles no mercado de TV a cabo e a criação de um sistema que garanta conteúdo nacional no canais.

Segundo o presidente, a emenda será colocada em votação já na próxima semana. No entanto, afirmou que a aprovação apenas ocorrerá depois do recesso parlamentar.

Durante seu discurso, Lula também criticou a programação da TV paga. “Eu confesso a vocês que, quando a gente perde o sono e liga a televisão na TV por assinatura, a gente vê tanto mequetrefe, tanto filme vagabundo. Acho que é uma daquelas coisas feitas em Hollywood que o cara jogou no lixo, alguém passou, pegou, vendeu, e nós assistimos aqui.”

Com o Fundo Setorial do Audiovisual, serão destinados R$ 74 milhões para produção e distribuição de conteúdos nacionais para cinema e TV. De acordo com Juca Ferreira, ministro da Cultura, o objetivo do fundo é apoiar o mercado audiovisual. “O objetivo geral [do fundo] é tornar compatível um sistema de apoio público consistente ao audiovisual, com a mobilização de recursos privados e o compromisso dos agentes econômicos”, disse o ministro em seu discurso.

Redação Adnews, com informações da Folha de S.Paulo

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *