Manoel de Menezes

Como disse ao se apresentar no livro autobiográfico Retalhos do Tempo, “O tempo nasceu para mim, no dia 21 de outubro de 1924, quando nasci em uma pequena casa de madeira, em Lauro Müller, distrito do município de Orleans, à beira de um rio onde minha mãe costumava lavar roupa e levava-me dentro de um caixote para aperto dela”.Também se identificava com o perfil que lhe traçou o jornalista Raul Caldas Filho, quando ao noticiar o lançamento do livro, escreveu: “Manoel de Menezes ex-jornaleiro, ex-tintureiro, ex-garçon de confeitaria, ex-ciclista (‘o único cara que eu venci até hoje foi o Pituca, que pesava 36 quilos’), ex-candidato a Prefeito (autor da célebre frase: ‘Dormi como prefeito e acordei como um palhaço’), ex-deputado estadual (cassado, ‘Por quê? Alegaram falta de decoro parlamentar’) e, antes de tudo, jornalista (fundador e principal redator de A Verdade), e radialista, produtor e apresentador do famoso programa ‘Mesa Quadrada’, além de figura folclórica e controvertida, na ilha e também (para as novas gerações) pai do Cacau Menezes”.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *