Mário Motta: cidadão catarinense

De fato. Mais dia, menos dia, tinha que acontecer. A convergência é irreversível. Alguém muito especial um dia busca um lugar muito especial para viver e, então se dá o encontro: Mário Motta chega a Santa Catarina.
Por Antunes Severo

Pois este jovem senhor que aqui aporta em busca em busca de novas oportunidades, agora maduro e calejado chega ao reconhecimento máximo desta terra generosa que a tantos abriga sem restrições ou preconceitos. Mário Motta a partir do próximo dia 12 é Cidadão Catarinense, por decisão da Assembléia Legislativa de Santa Carina. A cerimônia será segunda-feira, às 19h30min na segunda-feira, na sede da ALESC, em Florianópolis.
Hoje, com dupla alegria registro o fato e relembro a matéria publicada recentemente quando o nosso Motinha – também por mérito indiscutível – recebe o título de Cidadão Honorário de Lages. Leia a matéria a seguir.

Mário Motta, o bandeirante da paz e da harmonia, segue a tradição de Francisco Dias Velho que em 1673 chegou à Ilha de Santa Catarina e fundou o povoado que deu origem a Capital do Estado.


Motinha: do picadeiro para o mundo.

Motinha, como é tratado pelos amigos, neste mês de dezembro completa 30 anos de Santa Catarina e entra para a história recebendo o título de Cidadão Honorário de Lages, a cidade que o acolheu com carinho e reconhecimento e onde ele se firmou como professor e destacado profissional de comunicação.

Nascido em Santo André (SP), em março de 1952, Mário Motta criou-se viajando pelo interior paulista com o Circo Teatro Motinha e Nhá Fia, de seus pais. Em 1965  fixou residência em Tupã (SP), onde cursou o Científico, o Normal e o Bacharelado em Educação Física. Nesse mesmo ano, iniciou a carreira em Rádio e Jornal em Tupã, passando por todas as funções possíveis dentro de uma pequena emissora do interior.
Chegou em Santa Catarina (1975), buscando novas oportunidades profissionais como professor de educação física. Em Florianópolis, conseguiu indicação para trabalhar em Chapecó. Na viagem, quando se encontrava na localidade de São Cristóvão, caiu um toró e teve que pernoitar na vila. Enquanto aguardava a melhora do tempo – a estradas para o oeste de Santa Catarina não eram asfaltadas – informando-se sobre a região soube que a uns 60 quilômetros ao sul ficava Lages e que a cidade tinha quatro emissoras de rádio AM. No dia seguinte pega a BR 116, já asfaltada, e vai conhecer Lages. Olha a cidade de 110 mil habitantes, ouve emissoras locais, se anima e vai procurar o pessoal da Secretaria da Educação. Contato mantido, bem recebido, é logo convidado para assumir a coordenação da UCRE – Unidade de Coordenação Regional de Ensino, pois na região não havia nenhum professor com pós-graduação na área de ensino.
O próximo passo foi visitar a Rádio Princesa onde começou a trabalhar imediatamente. Logo depois se transferiu para a Rádio Clube de Lages e passou a escrever no Correio Lageano. Em 1980 iniciou sua carreira na recém inaugurada TV Planalto de Lages, onde, como gosta de dizer “passei por todas as experiências que uma nova emissora proporciona”.
Apesar do sucesso no rádio e na televisão, não descuidava de sua carreira de profissional da educação. Em 1986 foi convidado a assumir a Chefia do Serviço Pedagógico da Educação Física na Secretaria de Estado da Educação e do Desporto em Florianópolis, para onde se mudou no dia 17 de fevereiro.
Na Capital, continuava mantendo o seu vínculo com Lages atuado como correspondente e comentarista da TV Planalto até que foi convidado a se transferir para a RBS TV como âncora do Jornal do Almoço, onde permanece até hoje. Apaixonado pelo rádio, encontrou tempo para apresentar o programa “Notícia na Manhã” da CBN Diário, de segunda a sexta-feira, das 09h00min ao meio dia, como âncora principal.


Motinha no cinema fazendo coisa que até os deuses duvidam Mário Motta, além de professor de educação física, é radialista profissional (DRT SP/ 63.584/80), atuando nas seguintes funções: locutor, apresentador, noticiarista e repórter nas rádios Piratininga de Tupã (SP), Princesa e Clube de Lages (SC), Emissora ABC de Santo André (SP) e Rádio CBN – Diário de Florianópolis, SC.

Colabora como redator e colunista nas seguintes publicações: Jornal de Tupã (SP), Correio Lageano de Lages (SC), O Movimento de Lages (SC), Revista Sucesso Empreendedor da FAMPESC.


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *