Missão fantástica

Rádio CBN Brasil | MUNDO DIGITAL, com Ethevaldo Siqueira

Nonato – Ethevaldo, você falou ontem sobre as sondas Voyager. Que outra missão da NASA você considera importante para o avanço da astronomia?

Ethevaldo – São centenas, Nonato. Mas, numa avaliação retrospectiva, a missão mais interessante para lembrarmos aqui é a da Apollo 17, que completou 40 anos no início deste mês.

Nonato – Por que essa missão foi importante?

Ethevaldo – Porque foi com a Apollo 17 que o homem visitou a Lua pela última vez. Agora, Nonato, já existe até uma empresa oferecendo as primeiras viagens turísticas à Lua. O lançamento da Apollo 17 ocorreu no dia 7 de dezembro de 1972, levando à Lua os astronautas Gene Cernan, Jack Schmitt e Ron Evans, a bordo de uma cápsula lançada por um foguete Saturno 5. Cernan repetiu as palavras de Armstrong, da Apollo 11, três anos antes: “Nós, humanos, aqui estivemos em missão de paz e de esperança em nome de toda a humanidade”.

Nonato – Como foi para você testemunhar o lançamento da Apollo 17 e acompanhar seus resultados?

Ethevaldo – Foi um privilégio em minha experiência de jornalista, que só hoje eu avalio em toda a sua extensão. Testemunhei três missões do Projeto Apollo, Nonato, a Apollo 8, no final de 1968; a Apollo 13, que teve problemas terríveis e até deu origem a um filme com o mesmo nome; e por último a Apollo 17, de que falamos hoje, 40 anos depois. Eu sugiro aqui, Nonato, aos ouvintes da CBN que têm interesse nessa área das atividades espaciais, que vistem dois sites magníficos: www.nasa.gov e o www.space.com .

Nonato – Ethevaldo, amanhã é sexta-feira é dia antecipar o futuro. Qual será o tema de seu comentário?

Ethevaldo – Vou falar sobre o futuro do papel, Nonato.
Nonato – Até amanhã.

1 responder
  1. Carlos A says:

    A Astronomia diz-se descrente sobre a existência de Objetos Voadores Não Identificáveis, e no entanto, parece crer na ‘fraude do século XX’!!? Como ir à Lua, sem roupas adequadas, computadores menores que calculadoras de bolso, e o Módulo Lunar, não tendo tamanho suficiente para o combustível de volta? Até quando?

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *