Mostra de Cinema Infantil chega à 15ª edição

Festival celebra seu papel decisivo no desenvolvimento de ações para o setor.

Público-Mostra-de-Cinena-Infantil-de-Florianópolis.-Foto-Daniel-Conzi

A 15ª edição da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis abre na sexta-feira, dia 1º de julho, no Cinema do CIC com o Fórum Cinema e Educação e segue no sábado e domingo, dias 2 e 3, com lançamento de curtas e longas no Teatro Pedro Ivo. A programação vai até o dia 10 e pode ser conferida no site www.mostradecinemainfantil.com.br. A Mostra chega à 15ª edição celebrando seu papel fundamental no desenvolvimento do cinema produzido para a infância no Brasil.

Ao avaliar os 15 anos, a diretora do festival, Luiza Lins, diz que os avanços são inúmeros e destaca alguns marcos desta história: “É inegável que estabelecemos um cenário propício para a produção de um cinema com qualidade técnica e de conteúdo voltado para as crianças e os jovens”, pontua.

Nesta trajetória de 15 anos, diz Luiza, é importante observar que a Mostra ajudou na aprovação e processo de regulamentação da lei federal 13006, que estabelece sessões de cinemas na escola, ampliando a janela de exibição. “Hoje o Brasil também produz mais e melhor para este segmento e o reflexo pode ser observado em Santa Catarina, com o aumento da produção, estimulados também pela Mostra. Anualmente, o estado tem realizado mais de cinco curtas dedicados à infância”.

“Os encontros de profissionais de cinema realizado na Mostra ao longo destes anos, ajudaram a estimular políticas públicas, como os editais de longas e curtas para criança realizados atualmente pelo Ministério da Cultura”, diz Luiza. Mas, acima de tudo, considera, um dos aspectos mais importantes talvez seja a regularidade do festival, que foi realizado anualmente desde 2002. “Provavelmente o passo decisivo agora seja garantir a circulação do cinema que vem sendo produzido no Brasil”, avalia a diretora.

Edição ano 15

Na edição deste ano serão exibidos mais de 60 curtas-metragens de todo o Brasil, finalizados em 2015 e 2016 e incluindo o lançamento de filmes catarinenses dedicados às crianças. A partir de 2016, a Mostra inaugurou também a categoria competitiva internacional. Os filmes estrangeiros terão dublagem ao vivo durante o festival.

Somente no sábado de abertura, no Teatro Pedro Ivo, ocorre a pré-estreia de três longas-metragens nacionais com a presença dos realizadores para uma conversa com adultos e crianças. Em cartaz, As aventuras do Pequeno Colombo, de Rodrigo Gava; O que queremos para o mundo?, de Igor Amin; e A Família Dionti, de Alan Minas

No hall do Centro Administrativo, onde está localizado o Teatro Pedro Ivo, tem café, sala de leitura da Biblioteca Barca dos Livros e Livraria. Nos finais de tarde tem Palquinho da Mostra. Além da programação no Pedro Ivo, são realizados cineclubes da Mostra nas escolas, Mostras Itinerantes e o Circuito Estadual de Cinema Infantil nos municípios catarinenses.

A programação de domingo, 3 de julho, abre com O Pequeno Príncipe, filme francês que marca a primeira adaptação animada da obra-prima de Antoine de Saint-Exupéry, e terá também sessão de curtas do longa japonês O Conto da Princesa Kaguya, de Isao Takahata, baseada num conto popular.

No outro fim de semana

As Sessões Escola ocorrem no Cinema do CIC, de segunda (4) e sexta (8). No final de semana 9 e 10 de julho tem mais programação no Teatro Pedro Ivo. No sábado, além das sessões de curtas, têm dois longas estrangeiros: Asterix e o domínio dos Deuses, de Louis Clichy e Alexandre Astier, da França, e animação, A Canção do Oceano, de Tomm Moore, uma coprodução da Bélgica, Dinamarca, França, Irlanda, Luxemburgo.

No final de tarde, no Palquinho, tem a convidada é a rapper MC Soffia. Com 12 anos de idade, ela é conhecida nacionalmente como estrela da internet e do cenário black music. A rapper se orgulha de ser negra, discute racismo e contesta paradigmas sociais para oferecer cultura e conscientização para as crianças.

No domingo, último dia da Mostra, tem sessão do documentário mexicano

Meu lugar, de Tonatiuh Martínez, Canal Once e Paquidermo Films, que retrata o país sob o ponto de vista das crianças. Haverá sessão de curtas estrangeiros com dublagem ao vivo, anúncio e exibição dos filmes vencedores do festival. Para encerrar, bailinho com o músico Dudu Filetti, em comemoração aos 15 anos da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *