Murilo José

Murilo José Flores Lino, natural de Florianópolis, nasceu em 17 de dezembro de 1942. Morreu, em sua terra natal, no dia 24 de setembro de 1989. Começou em rádio aos 19 anos, na  Anita Garibaldi, de Florianópolis.

Filho de comerciante, foi o amor pelo futebol que o aproximou da profissão. Murilo jogou no time juvenil do Figueirense até os 18, sendo bicampeão da cidade. Passou por diversas emissoras de Florianópolis, além da Anita Garibaldi, entre elas a Guarujá, Diário da Manhã, A Verdade e Santa Catarina. No interior do estado, trabalhou na Rádio Cultura, de Joinville em 1968,  Tubá, de Tubarão, em 1970, Rádio 26 Abril  de Imaruí, em 1971. No inicio dos 80, além do rádio, trabalhou na TV Cultura, onde apresentava o programa Portãozinho e Porteirinha. Murilo teve sua história construída no radiojornalismo esportivo, mas também apresentava programas vespertinos,  musicais, com pedidos ao vivo dos ouvintes. Era conhecido como o repórter e depois como o narrador da Camisa Amarela, história que surgiu em Joinville, quando se antecipou à campanha de um concorrente e apareceu no estádio com uma camisa berrante. O problema foi manter a “sacada”, que custou um bom estoque de camisas neste tom e persistência. Murilo era casado com Eli, telefonista, e deixou os filhos Carlos Eduardo, jornalista, Eliana, publicitária, e André Luis, jornalista. Uma família cuja vida tem sido a comunicação.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *