Museu Virtual do Rádio

Um anseio de longa data pode estar às vésperas de uma realização promissora com a união de esforços das principais entidades ligadas à comunicação social em Santa Catarina

Há, nesse sentido, uma série de manifestações que por razões diversas não tiveram continuidade. Entre essas está o Museu do Rádio Catarinense, criado em 1985 por iniciativa da então aluna do curso de Jornalismo da UFSC, Cirley Virgínia Ribeiro, já referido em matérias sucessivas desde aquela época neste site do Instituto Caros Ouvintes.

Atualmente, o professor Eduardo Meditsch, professor orientador do trabalho de conclusão de curso da acadêmica Cirley, conseguiu a aprovação da UFSC para o projeto de extensão Recuperação, Digitalização e Exposição do Museu do Rádio de Santa Catarina.

Esse trabalho já foi iniciado com a participação de três estagiarias contratadas que contam com o suporte dos laboratórios de rádio do curso de Jornalismo e a assessoria do Instituto Caros Ouvintes, cabendo a este a incumbência de buscar os apoios institucionais necessários a execução do projeto.

Contatadas, a ACI – Associação Catarinense de Imprensa/Casa do Jornalista,  a ACAET – Associação Catarinense das Empresas de Rádio e Televisão e a Casa da Memória de Florianópolis, representando a Fundação Cultural Franklin Cascaes que é sua mantenedora.

Inicialmente ficou estabelecido que o primeiro passo para futuramente se chegar à criação do Museu da Comunicação e instalar-se o Museu do Rádio Catarinense a partir do acervo da Casa da Memória de Florianópolis, cabendo ao curso de Jornalismo da UFSC a digitalização do material, à Acaert o apoio nas campanhas de localização e encaminhamento de tudo que se refira à memória e a história do rádio e da televisão, à ACI/Casa do Jornalista, além do poio institucional cabe a hospedagem da sede do museu em suas futuras instalações já cedidas pelo governo do estado de Santa Catarina e ao Instituto Caros Ouvintes foi atribuída a responsabilidade pela assessoria e acompanhamento do processo de desenvolvimento da plataforma destinada a compor a rede virtual necessária ao intercâmbio de informações e acesso livre e gratuito ao conteúdo do Museu da Comunicação Catarinense. Ilustração: Coluna Ponto Final de Carlos Damião no ND/09/07/2013

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *