NAB Show mira inovação da TV aberta

Radiodifusão | Tecnologia

Gordon Smith

O presidente da National Association of Broadcasters (NAB), Gordon Smith, ressaltou a importância da TV aberta e a sua habilidade em adaptar-se às constantes mudanças tecnológicas. Mesmo em um mundo de tablets e smartphones, a radiodifusão é tão relevante hoje quanto sempre foi, declarou o executivo durante a abertura do NAB Show 2013, nesta segunda-feira, 8.

Segundo o presidente da principal entidade que representa as emissoras de rádio e TV nos Estados Unidos, a TV aberta deve considerar as oportunidades e os desafios para se inovar e oferecer ao consumidor conteúdos em diversas plataformas, o que permitirá “a flexibilidade necessária para melhor servir os espectadores, competir no mundo móvel e encontrar novos fluxo de receita”, afirmou.

Emissoras norte-americanas têm entregado sinal de televisão em dispositivos móveis, por exemplo. Assim, telespectadores assistem a TV onde quer que eles estejam, “em suas casas, carros ou em uma partida de baseball”, disse Smith. 

Segundo ele, a adoção de novas tecnologias para entrega de programas televisivos em novas mídias é fundamental.  “Chegou a hora de nos unirmos na adoção de novas tecnologias e perceber as consequências se não fizermos isto”, afirmou.

DELEGAÇÃO BRASILEIRA – A delegação brasileira formada por representantes do Ministério das Comunicações, da Agência Nacional de Telecomunicações, da Câmara dos Deputados e da ABERT participam do evento e acompanham os seminários e palestras do setor.

Nesta quarta-feira, 10, o presidente da ABERT, Daniel Slavieiro, será um dos painelistas da Super Session  “Empurrando as Fronteiras: Como Líderes Globais estão dirigindo Metamorphosis”.  Moderado pelo correspondente em Los Angeles do Financial Times, Matt Garrahan, o painel também terá a participação de Alma Derricks, da Deloitte Consulting LLP e do Tarun Katial, CEO  da Reliance Broadcast Network Limited. No painel será discutida a realidade dos principais mercados de mídia e entretenimento do mundo. De acordo com a AdAge, mercados internacionais como Brasil, Índia e China irão superar os Estados Unidos em gastos com publicidade em 2014.

Durante o primeiro dia da NAB Show, os brasileiros participaram de uma palestra com empresas fabricantes de equipamentos. O objetivo foi discutir a ampliação de linhas de produtos em HD a baixo custo. Dessa forma, pequenas empresas de radiodifusão terão a oportunidade de adquirirem produtos de qualidade para oferecer conteúdo digital aos seus consumidores.

Nos pavilhões da feira do NAB Show, a delegação brasileira também conheceu as novas tecnologias que deverão chegar ao país.

No mesmo dia, a Associação de Emissoras de Rádio e TV de São Paulo (AESP) realizou um debate com os representantes brasileiros para falar sobre a digitalização da radiodifusão, a migração do rádio AM para os canais 5 e 6 de televisão e as novas tecnologias que alimentam o setor.

NAB SHOW – Promovido pela National Association of Broadcasters, o NAB Show é o maior evento em tecnologia de broadcast e mídia eletrônica do mundo. O evento começou no sábado, 8, e segue até a quinta-feira, 11. São esperadas em Las Vegas mais 100 mil profissionais das áreas de mídia e entretenimento de 150 países.

A edição deste ano promove cerca de 500 sessões entre conferências, palestras, workshops e uma feira de equipamentos. Os temas abrangem  tecnologia de televisão, rádio e cinema, produção e pós-produção de filmes/vídeos, áudio, novas mídias, internet, streaming, banda larga, serviços sem fio, via satélite e telecomunicações. [Assessoria de Comunicação da Abert]

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *