No ar: Radiocriatividade

Na metade do ano de 1987 a área de dramaturgia de rádio da Agência de Publicidade Lintas, comandada por Castro Negrão dá uma outra nova orientação para as produções da Gessy Lever. Por Ricardo Medeiros

Saem de cena as novelas compostas por inúmeros capítulos para entrar no ar o Radiocriatividade. O projeto é baseado em três linhas de programas: o Radio Texto, Radio Riso e Radio Encontro.
O Rádio Texto  contempla mini-novelas centradas principalmente em romances transpostos para o rádio, que são interpretados de forma moderna, bem próxima da realidade do público. O Rádio Riso é concentrado em histórias de humor em capítulos, que sempre têm começo, meio e fim. Esses dois gêneros são divididos em seis episódios de 25 minutos cada um. Já o Radio Encontro entrevista personalidades da música popular brasileira, a exemplo de Milton Nascimento, Elizeth Cardoso e Luiz Gonzaga.
O primeiro programa de Rádio Texto vai ao ar no dia 29 de junho. Trata-se da mini-novela  de Carlos Alberto Soffredini, O Sal da Terra , que diferente das demais, previstas para seis partes,  está dividida em 30 capítulos. Para escrever a história, Soffredini viaja pelo interior da Bahia, na região de Canudos, vendo e ouvindo pessoas.
O sistema comercial continua o mesmo. As fitas cassetes são enviadas às emissoras interessadas que podem incluir na hora da transmissão dos programas comerciais de produtos e serviços da região. Por sua vez, em cada programa a Gessy Lever insere três minutos de suas variadas mercadorias de produtos de limpeza e de toalete.


{moscomment}

Categorias: Tags: , ,

Por Ricardo Medeiros

Doutor em Rádio pelo Departamento de História da Université du Maine (Le Mans, França). Radialista, jornalista, escritor e professor de rádio do curso de Jornalismo da Faculdade Estácio de Sá de Santa Catarina e assessor de imprensa da Prefeitura de Florianópolis. É um dos fundadores do Instituto Caros Ouvintes.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

2 respostas
  1. álvaro brandão dos santos says:

    Oi Ricardo,
    eu tenho procurado mais dados sobre esse assunto
    gostaria de entrevistar alguém que tivesse participado da experiência, principalmente o Castro Negrão
    você tem alguma informação?
    obrigado

  2. Ricardo Medeiros says:

    Oi Álvaro. Tudo bom? As infroamções que eu obtive sobre o projeto Radiocriatividade foi principlamente via jornais impressos. Infelizmente, não tenho contato direto com o Castro Negrão.
    Boa sorte.

    Ricardo

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *