O dinheiro não modifica o homem apenas…

Quem de nós já não ouviu essa famosa frase? “Depois que ficou rico e famoso mudou”.

Os que dizem isso estão na realidade crendo que muitas pessoas depois de ganharem muito dinheiro, fama ou prestígio; mudam seu jeito de ser. Tornam-se arrogantes ou coisa desse tipo. Será que isso realmente acontece? Há fortes indícios? Uma frase que ouvi de um famoso ator, frase essa que partiu de um poderoso empresário, Henry Ford. A frase que no título da crônica está incompleta diz assim:

“O dinheiro não modifica o homem, apenas o desmascara”.

Fiquei pensando nessa sábia frase e escrever sobre ela. Imaginei várias situações.

Sensacional. Pode até parecer e estranho logo de início, mas quando pesquisamos a fundo é impressionante. A frase, o pensamento, a conclusão, “trocando em miúdos” é assim:

As pessoas não mudam porque se tornaram financeiramente ricas ou famosas. As pessoas não mudam não nesse sentido, na sua essência e caráter. Quem é humilde e modesto continua sendo assim mesmo depois de enriquecer ou ter prestígio. Algumas pessoas nessas condições apenas parecem ter mudado, mas não mudaram. Elas já eram pessoas arrogantes, se achavam os tais, apenas antes “não tinham bala na agulha”. Agora com o que tem ou pensam ter mostram de maneira mais clara o que sempre foram. Não é a toa outro ditado: “Quer conhecer o caráter de alguém, dê poder a essa pessoa”.

Há pessoas que não mudam, mas sim se revelam quando lhes parece conveniente.

Nossa essência não é alterada pelo dinheiro ou pelo poder ou mesmo o prestígio.

É só prestar atenção em quem nos rodeia, e em nós mesmos. Arrogantes dão seus indícios na maneira de falar e se comportar. Como tratam seus semelhantes. Arrogantes foram e continuam arrogantes. Modestos continuam sendo modestos. Isso não depende de condição financeira ou fama. É caráter, está como que no sangue.

Bela frase: “O dinheiro não modifica o homem, apenas o desmascara”.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *