O grande amor de Marisa – Parte 2

Nos bastidores da TV Cultura, vem ao encontro de Marisa Ramos a cantora Neide Maria, com um bombom na mão. Diz que um fã gostaria de ofertar este mimo para a apresentadora do programa “Encontro com Elas e Eles”. Marisa imediatamente quer saber o nome do fã anônimo. Neide fala que não pode revelar o nome da pessoa, uma vez que receia perder uma amizade de longos anos.

Arranjando uma forma de arrancar dos lábios de Neide Maria o nome do futuro amado, Marisa ajoelha-se na frente da cantora. Diz que a Neide pode confiar nela, que será um segredo entre as duas. Neide não resiste e diz o nome do pretendente a namorado: Adolfo Zigelli, jornalista da Rádio Diário da Manhã, o comandante do programa “Vanguarda”, e que teve como mestre o pai de Marisa, Jaime de Arruda Ramos.

No princípio, Marisa fica meio incrédula, uma vez que Adolfo Zigelli sempre a tratou com cerimônias. Mas resolveu investir na relação. No Baile Municipal do Clube Doze de Agosto, ambos seriam jurados de fantasias de carnaval. Marisa começa a jogar charme para o lado do jornalista. Zigelli toma coragem e a convida para deixarem o baile e jantar em outro lugar. A sós, o romance começa. Zigelli confessa o amor tanto tempo contido. Ela, o aceita. Zigelli deixa o rádio. Em 1975, assume a Secretaria de Imprensa, criada especialmente para ele, no Governo Konder Reis. Ele com 39 anos, ela com 33 anos, resolvem se casar. Em 30 de agosto daquele ano, numa chuvosa noite de sábado, há um acidente de avião. Morre Adolfo Zigelli, 10 dias antes do casamento.

Com o coração aberto, a musa Marisa Ramos fala, sem querer ser piegas, que Adolfo Zigelli foi o seu grande amor. Atualmente Marisa trabalha no arquivo geral da Casa Civil. Apesar de ter sido muito cobiçada pelos homens, continua solteira aos 67 anos.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *