O hino

Este aconteceu em 2005.

Rádio Paraná Educativa AM, sábado, 18 horas, programa “Nossa História”, comandado pela jornalista, pesquisadora e escritora Zélia Maria Sell. A audição do dia 27 de agosto de 2005 foi em comemoração à assinatura por Dom Pedro II, em 29 de agosto de 1.853, da Lei 704 que elevou a Comarca de Curitiba à categoria de Província, com o nome de Paraná.

Para essa audição os convidados de Zélia foram o desembargador Luiz Renato Pedroso, presidente do centro de Letras do Paraná e vice-presidente do Movimento Pró-Paraná, a diretora do Arquivo Público, Daysi Lucia de Andrade, e o economista Rubens Stelmachuk, pesquisador do Instituto Histórico, autor de um trabalho sobre os “Anos Dourados do Paraná”.

Zélia escolheu, para iniciar o programa, o “Hino do Paraná”, com a Banda da Polícia Militar. O diretor da emissora, Paulo Chaves, já no início da semana havia falado a ela:

– Zélia, para facilitar o seu trabalho, eu já vou deixar no computador o Hino do Paraná para o operador colocar na abertura do seu programa.

No dia do programa o desembargador Luiz Renato Pedroso chegou mais cedo e, enquanto esperava pelos demais convidados, ficou conversando com Enevaldo Moreira, o operador do horário. O assunto: futebol, pois nesse dia jogava o Paraná Clube, time do qual o desembargador é torcedor. Quando Zélia chegou, após os cumprimentos, falou para o operador:

– A música da abertura já está no computador: é o Hino do Paraná.

Tudo bem. Só que nem sempre as coisas saem conforme o programado. Ao ser iniciado o programa, não deu outra: logo após a vinheta de abertura, eis que entrou o hino: “Meu Paranáááá, meu tricoloooor!”, e até aquela “chamadinha”: “Paraná-á!”. Em vez do Hino do Estado do Paraná, entrou o hino do Paraná Clube. A Zélia Sell quase enfartou.

Zélia Sell, jornalista, pesquisadora e escritora, apresentadora do
programa “NOSSA HISTÓRIA”, na Rádio Paraná Educativa.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *