O Hip-Hop e as músicas com estruturas dramáticas

“As coisas não precisam ter acontecido para serem verdadeiras. Contos e sonhos são verdades-sombras que vão perdurar quando os reles fatos não forem mais do que pó e cinzas esquecidas.”

rap

É impossível escutar as músicas de 2 Pac, Racionais MC’s e Eminem sem lembrar da fala de Morfeus na HQ Sandman, de Neil Gaiman. A citação é uma grande ode aos contadores de histórias, sendo que esses se imortalizam através de suas respectivas narrativas, mas para que isso ocorra é necessário que as histórias tenham qualidade literária para sobreviver ao passar do tempo. ‘Brenda’s Got A Baby’, ‘Homem na Estrada’ e ‘Stan’ são exemplos de músicas com estruturas dramáticas (narrativas com personagens e progressão do enredo com clímax e desfecho) que certamente encontram-se imortalizadas na história do Hip-Hop, principalmente pela habilidade de seus autores por terem narrado suas histórias de forma tão meticulosa, conduzindo o leitor/ouvinte à surpresa de um desfecho inesperado e frequentemente trágico, desse modo, vale ressaltar que os rappers adotam um estilo shakespeariano na construção de suas músicas.

‘Brenda’s Got A Baby’ talvez seja a melhor música de 2Pac, sendo conhecida por todos que apreciam o rap, porém o que muitos não sabem é que ela é baseada em um fato real, sendo que 2Pac criou a música após ter lido uma notícia no jornal sobre uma menina de 12 anos que tinha ficado grávida de seu primo e jogou a criança na lata de lixo. A notícia causou tanto impacto no rapper, que ele construiu uma narrativa que, acima de tudo, objetivava entender o que poderia levar uma pessoa a cometer tal ato. O artista aborda todos os elementos possíveis que afetaram a adolescente grávida, como por exemplo, a pobreza; a falta de apoio, afeto e compreensão da família e do pai da criança; um sistema de governo que não oferece oportunidade alguma para as pessoas da periferia. 2 Pac narra sua história utilizando-se de um flow (ritmo/levada) mais lento, desse modo, é como se o rapper demonstrasse que antes de qualquer julgamento, é necessário entender os motivos que levaram Brenda a deixar sua criança na lata do lixo, e através desse entendimento, chegarmos a uma solução para que esses acontecimentos trágicos não sucedessem mais. Vale ressaltar que a canção foi muito elogiada por artistas como Nas, Bizzy Bone e Mary J. Blige, desse modo, não é difícil entender o porquê de a música ser considerada como uma das melhores do universo Hip-Hop.

rap

Na canção ‘O Homem na Estrada’, o grupo de rap Racionais MC’s constrói uma narrativa com as seguintes características: linearidade narrativa; a revelação do drama humano que permeia a vida do ex-detento; a verossimilhança; o retrato direto da realidade em seus elementos históricos e sociais. Em relação a sua estrutura narrativa, podemos observar que o tempo de narração coincide com o tempo de ação, ou seja, a história ocorre no presente do indicativo. A partir disso, temos a dinamização do enredo e também o aumento da tensão narrativa.

Vale ressaltar que Mano Brown além de construir habilmente o perfil de seu personagem, também traça o retrato fiel do ambiente em que ele está inserido, podemos observar esse elemento nas seguintes rimas: “Equilibrado num barranco um cômodo mal acabado e sujo, porém, seu único lar, seu bem e seu refúgio. Um cheiro horrível de esgoto no quintal, por cima ou por baixo, se chover será fatal.”

Outro fator importante de lembrar é que a história contém uma fusão de narrações, sendo que alguns dos trechos são na 3ª pessoa do singular, com um narrador onipresente vendo a história de fora, enquanto outros trechos são narrados na primeira pessoa, e são justamente nesses momentos que a narrativa ganha um ar sufocante, já que se torna mais fácil para o ouvinte compartilhar dos anseios do personagem. Especificamente no último ato da narrativa temos nossos centros nervosos alterados quando ouvimos o personagem confessando ao ouvinte seu maior medo: “Se eles me pegam, meu filho fica sem ninguém. É o que eles querem: mais um pretinho na FEBEM. Sim, ganhar dinheiro, ficar rico, enfim, a gente sonha a vida inteira e só acorda no fim, minha verdade foi outra, não dá mais tempo pra nada…”

O grupo Racionais MC’s é certamente uma das grandes lendas do rap nacional, e ao escutar ‘O Homem na Estrada’ não fica difícil entender o porquê de terem atingido o nível equivalente a de outros grandes contadores de história do Hip-Hop, como por exempo, Nas, 2 Pac, Notorious B.I.G., Slick Rick, Ice Cube, Mobb Deep, Jay-Z, De La Soul, Common, Wu-Tang Clan, Eminem etc.

rap

Na música ‘Stan’, o rapper americano Eminem personifica nos três primeiros versos de sua narrativa o papel de um fã (Stan) que escreve para seu ídolo, já no quarto verso o artista musical interpreta a si mesmo respondendo a carta recebida. Toda a história é contada a partir de cartas, sendo que temos além da batida da música, o som do lápis riscando o papel e também o barulho da chuva caindo, consequentemente o ouvinte mergulha de forma profunda nessa narrativa musical de cunho realista. O rapper acaba utilizando-se de duas tonalidades vocais diferentes para interpretar os personagens da história, desse modo, Eminem reivindica para o rap seu status artístico, integrando teatralidade ao gênero musical. Vale ressaltar que a Much Music fez um Top 50 Melhores Vídeos do Milênio, e o clipe “Stan” ficou em primeiro lugar pelo site.

Confira o clipe da música ‘Stan’:

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *