Obrigado concorrência!

Concorrência é sempre bom, não importa onde e para quem. A concorrência no rádio, por exemplo, força a emissora a sempre se manter atualizada, criativa, não parar no tempo.

Bom para o rádio, que qualifica sua programação, melhora sua audiência e consequentemente, vende mais. Excelente para o ouvinte que tem a disposição emissoras preocupadas em sempre oferecer o melhor em profissionais, músicas e informações.
 
Em cidades que só tem uma emissora de rádio, o dono faz o que bem entende, bota qualquer um para falar e prioriza benefícios próprios. Em mercados competitivos, o departamento artístico é mais exigente. Percebe-se o cuidado com cada elemento sonoro antes de entrar no ar. Um deslize qualquer, pode fazer o ouvinte mudar de emissora e não voltar mais. A concorrência é excelente neste caso, para servir de parâmetro, e saber se você está fazendo um bom trabalho ou não. É importante ouvir e acompanhar a concorrência. Só não é aconselhável copiá-la, nem necessário vencê-la. A rádio tem que ser original e se auto-superar a cada dia.
 
Já me perguntaram se poderiam copiar um artigo meu. Ou se eu poderia mandar determinada informação por e-mail. Eu digo: claro, e se citar a fonte, melhor ainda. Sei que não adianta as pessoas fazer igual. Tem que “saber” fazer. E, se possível, fazer melhor. Se alguém copiar meu artigo e se anunciar como autor, problema dele, um dia a farsa é descoberta e quem sai ganhando sou eu, por ele ter divulgado meu trabalho.
 
Também já me disseram: você dá de mão beijada o resumo da sua palestra? Eu dou sim. Primeiro, porque quanto mais pessoas forem instruídas, melhor será nossa área. Segundo, porque mesmo com um resumo da minha palestra a pessoa não conseguirá dar uma aula igual a minha. As informações estão em todo o lugar, mas saber transmitir bem o conteúdo para um auditório é que faz a diferença. É só o autor que saberá explicar melhor o que escreveu.
 
Quanto mais emissoras de rádio, livros, artigos, sites, palestrantes na área de comunicação existirem, melhor será o mercado para quem presta seu serviço com qualidade. Quem faz bem feito, se sobre-sai.
 
Minha dica é: agradeça a concorrência, confie mais em você mesmo e bom trabalho!

O autor é publicitário, especialista em Rádio e TV, autor do livro “Você Nunca Ouviu Nada Igual”. Blog: http://vocenuncaouviunadaigual.blogspot.com

1 responder
  1. J.Pimentel says:

    A concorrência sempre é boa, quando os protagonistas são leais. Quando alguém lhe pede autorização para publicar seus textos e não lhe dá o crédito, esta pessoa não está enriquecendo o conhecimento de outros, mas utilizando a famigerada “lei de Gerson”, muito comum neste nosso meio. Hoje, com o avanço da tecnologia e o acesso a outros meios de comunicação, até cidades com uma única rádio precisam oferecer melhores produtos. As pessoas já começam a exigir. A cada dia é mais importante ainda palestras de orientação para radialistas e sobre o rádio. A importância disso quase chegou a desaparecer, tal a indiferença com o meio rádio. Ainda bem que tem profissionais com seu empenho e cuidado. Abraço.

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *