Ondas Curtas: Senado dá o mau exemplo

Desde o dia 7 de fevereiro, a Rádio Senado deixou de transmitir sua programação na freqüência de 5990 kHz, na faixa de 49 metros. O motivo é que não foi renovado um contrato do Senado com a Empresa Brasil de Comunicação – antiga Radiobrás, que cedia um transmissor de ondas curtas para fazer a emissão. A Rádio Senado transmitia em ondas curtas há 12 anos e ainda não há previsão de seu retorno, que depende de entendimentos entre as direções da casa legislativa e a EBC. É uma lástima! De outra parte, uma nova emmissora está transmitindo em carater experimental na frequência de 1560 kHertz, em onds médias, no estado do Pará.

Categorias: Tags: , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *