Osmar Teixeira: quase meio século de vida profissional ativa

Conversar com o Osmar Teixeira é uma experiência muito gratificante. Entrevistar o Osmar Teixeira é uma recompensa para muito poucos, porém. Pessoalmente fiquei no pé dele por mais de um ano. Mas, valeu a persistência. Porque hoje posso partilhar parte deste tesouro com você, caro leitor-ouvinte.
Por Antunes Severo

Começa que Osmar Teixeira é um modelo de organização pessoal e profissional. Possuidor de uma memória privilegiada – ou seria muito bem treinada? -, lembra de detalhes, pormenores, datas, locais, circunstâncias, emoções. E tudo isso revelado com humildade e ternura de um monge budista.
Logo depois da entrevista ele telefona.
– Severo, andei vasculhando uns papéis e encontrei uns dados que podem ajudar o teu trabalho. Podes pegar aqui na Casa do Jornalista?
Dia seguinte lá estava eu com um envelope onde, em duas páginas, ele alinhavara uma lista de dados que vão do perfil pessoal às atividades profissionais e institucionais exercidas nos últimos 48 anos. E tudo, por supuesto, em rigorosa ordem cronológica.
O cidadão Osmar Aires Teixeira, natural de São Sepé (RS), é um profissional multimídia no melhor sentido do jargão profissional. De locutor em serviço de som em festinha de igreja a respeitado e reconhecido locutor noticiarista ele fez praticamente de tudo em rádio, televisão, jornal e assessoria de comunicação – sua atividade atual.
Osmar está em Santa Catarina desde de 1963 quando estreou na Rádio Cultura de Joinville apresentando um noticiário de 15 minutos, como teste de seleção. Desde de 1965 trabalha e reside em Florianópolis fazendo o que sabe e mais gosta: comunicação.
Locutor noticiarista e editor de notícias na Rádio Guarujá, apresentador de telejornais na TV Cultura, canal 6, na RBS TV e RCE; correspondente, redator e gerente geral na sucursal de Florianópolis do jornal A Notícia, Osmar tem uma longa folha de serviços prestados na área da comunicação em órgãos governamentais do estado, além de ter exercido funções relevantes no campo institucional como presidente do Sindicato dos Radialistas e da Casa do Jornalista e como membro do Grupo de Trabalho constituído pela Universidade Federal de Santa Catarina que forneceu subsídios para a criação do Curso de Comunicação Social, hoje Jornalismo.
Na entrevista gravada no dia 13 de abril de 2007, Osmar Teixeira revela episódios de sua vida profissional e relembra passagens que falam do seu relacionamento com colegas como Pedro Lopes, Jota Gonçalves, Ramiro Gregório da Silva, Jair Brito, Salomão Ribas Júnior, Dakir Polidoro, Acy Cabral Teive, Humberto Fernandes Mendonça, Cyro Barreto, Eleazar Nascimento, Nerval Ferreira, Câmara Bastos, João Ari dos Santos Dutra, Moacir Pereira e Celso Freitas entre outros.
Osmar Teixeira fala do início de sua carreira, da mudança para Santa Catarina e das atividades desenvolvidas no rádio, televisão, jornal e assessoria de comunicação. Em entrevista concedida a Antunes Severo, em abril de 2007 relembra episódios marcantes compartilhados por colegas de profissão.

Link Relacionado
:: Áudio

Categorias: , , Tags: ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *