Ouvintes de rádio – 3

O dia do Rádio é comemorado no dia 25 de setembro e Roquette-Pinto é considerado o pai do Rádio no Brasil. Um novo projeto agora em nível estadual tendo como Lei 14.975 de 01/08/2011, que teve a responsabilidade do deputado estadual Ferreira Aragão, cria o Dia do Ouvinte de Rádio. A Lei de n°. 9.165/2007 de responsabilidade de Ferreira Aragão precisa ser ordenada para que a data seja comemorada na mesma data da Lei Estadual. (Dia do Ouvinte de Rádio, Lei 14.975 de 01/08/2011).

O Diário oficial da União divulga a sanção do presidente da República, da Lei n°. 11,327, institui o Dia do Radialista a ser comemorado todos os anos no dia 7 de novembro, data do nascimento de Ary Barroso. O Projeto de Lei foi aprovado pelo Senado Federal no dia 24/07. O deputado Sanches Júnior PP/GO, autor da proposta justificou: “além de prestar uma homenagem a Ary Barroso, que a data reconhece a importância do Rádio e da categoria profissionais dos Radialistas no contexto histórico do País”.

Ary Evangelista Barroso, mineiro de Ubá, nasceu em 1903. Em 1929, formou-se em Direito e resolve dedicar-se apenas a música. Em 1930, com a marcha “Dá Nela” ganhou o concurso da Casa Édison, com o prêmio, em dinheiro, casa-se com Ivone Belfort de Arantes. Em 1932, na Rádio Philips foi contratado como pianista, mas vira locutor esportivo, humorista e animador. Na rádio Cruzeiro do Sul, em 1937, lança o programa “Calouros em Desfile”. Em 1938 foi contratado pela Rádio Tupi atuando como locutor, comentarista, humorista e ator. Viaja aos EEUU, em 1944 e compõe a música “Rio de Janeiro”, para o filme “Brasil”, indicado para o Oscar. Nas eleições de 1946, foi eleito o segundo vereador mais votado do Rio de Janeiro, Distrito Federal. Em 1960 foi nomeado Vice-presidente do Departamento Cultural e Recreativo do Clube de Regatas do Flamengo, outra paixão.  Morre no Rio de Janeiro, em 1964, como boêmio portador de cirrose hepática.

O dia do jornalista é comemorado no Brasil no dia 7 de abril, em homenagem a João Batista Libero Badaró, médico e jornalista, brasileiro de origem italiana, que morreu assassinado por inimigos políticos, em São Paulo, no dia 7 de abril de 1830, durante uma passeata de estudantes em comemoração aos ideais libertários da revolução Francesa. Profissional incansável, dinâmico, disposto, atento, inteligente, a serviço da notícia, da informação e dos fatos. Profissão diariamente trabalhada com dedicação, determinação, vontade, compromisso em cumprir com o papel devidamente pautado na ética, no trabalho árduo e diário e principalmente, pautado na responsabilidade com a notícia e com tudo aquilo que divulgar. O jornalista tem uma função social muito importante dentro da sociedade ou de uma comunidade, informa promove a reflexão, a crítica e incita debates. Difundindo ideias, os fatos e informações com clareza, rapidez e precisão, a ponto de sintetizar em apenas uma frase tudo aquilo que quer falar.

Por vezes denunciando, auxiliando a comunidade e assim, colaborando para uma sociedade mais justa e dramática. E dessa forma não podemos desconsiderar o seu importante papel, pois sem dúvida alguma, possui uma admirável influência sobre todos nós, seja agindo direta ou indiretamente. Tendo todo esse aparato a nossa disposição, e se, os rádios não tivessem sido inventados com certeza a vida se tornaria mais monótona, triste e poderíamos nos momentos de folga inserir em nossas vidas o ócio pernicioso e deletério. Rádio é cultura, mas não devemos permitir que o veículo de comunicação falado, tenha outras finalidades que fogem a ética do profissional, o radialista.

 

Categorias: , Tags: ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *