Palavra de mulher: Andrea Buzato

Semana Internacional da Mulher | Depoimentos | Repórter Cláudia Barbosa

A mulher e os direitos

Andrea Buzato

“Avançamos muito desde a Antiguidade, quando éramos desprezadas, violentadas, tratadas como lixo. Hoje, vencemos preconceitos, conquistamos o mercado de trabalho, temos direitos civis. Mas por conta de séculos de discriminação e submissão, ainda não temos o mesmo respeito e as mesmas condições que os homens. Em diversos países, as mulheres ainda sofrem abusos, repressão e são obrigadas a viver à sombra de maridos e pais. Nosso mundo ainda é patriarcal, mas estamos no meio da mudança e, acredito, logo estaremos num mundo mais equivalente, mais equilibrado para ambos os sexos”.

Igualdade de condições

“Hoje nós temos essa liberdade de ir e vir, de dormir com quem quisermos, de não casar, de não ter filhos, embora seja uma liberdade vigiada e comentada. Acho que profissionalmente (e socialmente) ainda ficamos tentando provar nosso valor, mostrar do que somos capazes. Há poucos anos, tive a oportunidade de ser a primeira mulher a apresentar o jornal da noite, mas fui obrigada a ouvir que “mulheres não passam a mesma credibilidade que homens a frente de notícia séria”. Dá pra crer? Acredito, então, que o mais importante para nós mulheres hoje é nos valorizarmos, acreditarmos no nosso poder. Temos que parar de competir com as outras mulheres, de nos exigir padrões de beleza insanos e, acima de tudo, temos que nos unir para fazer mais mundo mais justo e feminino”.

Andrea Buzato, 41 anos,  jornalista e atriz | Casada, tem três filhos.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *