Palestrantes falam sobre o maior encontro da radiodifusão

A sete dias do 28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão, é grande a expectativa para o maior encontro de rádio e TV do país, que acontece nos dias 21 e 22 de agosto, em Brasília.

Importantes personalidades do setor, nacionais e internacionais, participarão dos painéis de debates sobre o papel e as perspectivas do rádio e da TV em tempos de novas tecnologias. De acordo com a programação, os quatro grandes painéis acontecem no dia 22.

O diretor da empresa ZY Digital, Marco Túlio, que participará do painel “Tecnologia, programação e entretenimento a favor do rádio”, ressalta a importância da internet para o fortalecimento do rádio. “A internet trouxe diversas opções para consumir ainda mais o rádio”, afirma ele.

O vocalista da banda Jota Quest e radialista Rogério Flausino, que também estará no painel, quer contar aos participantes do Congresso da ABERT sua experiência ao acompanhar de perto a programação e a interação com os ouvintes da Rádio Mais FM, de Alfenas (MG).

Para Flausino, a TV e o rádio têm participação importante na sua carreira musical. “Será uma troca de experiência muito legal com outros radiodifusores. Tenho muita coisa para contar e aprender sobre o nosso setor”, afirma Flausino. O diretor da produtora de jingles ReelWolrd, Henrique do Valle, também participará do painel.

O rádio ainda será tema do painel “Rádio, uma mídia cada vez mais local e interativa. Esse é o futuro?”. Os jornalistas Ricardo Boechat (BandNews FM), Milton Jung (CBN) e Nilson Cesar (Jovem Pan) debaterão a importância do rádio na valorização da identidade local e interação com a sociedade.

“Quando surgiu a TV, falaram que o rádio ia morrer. Depois veio a internet, e disseram a mesma coisa. O rádio é imortal. É um veiculo que sempre terá seu espaço e seu público. A evolução da tecnologia trouxe uma diversificação de maneiras de como acompanhar o rádio”, diz Nilson César.

Já o apresentador da rádio CBN, Milton Jung, ressalta que o Congresso da ABERT é um importante fórum para discutir estratégias de o jornalismo profissional persistir no compromisso com a verdade e responsabilidade. “Empresas e profissionais do jornalismo têm um compromisso com a sociedade, que é apurar, investigar e divulgar notícias relevantes, oferecendo ao cidadão o acesso à verdade dos fatos. E, somente assim, continuaremos a combater o que passou a ser chamado de fake news”, disse.

Para o diretor executivo da Rádio CBN, Ricardo Gandour, que participa do painel “Sociedade da informação e os desafios da desinformação”, é fundamental debater instrumentos que possam ajudar no combate às notícias falsas.

“Um dos mais importantes encontros deste ano em torno do rádio, do jornalismo e da liberdade de expressão. Num momento crucial para a democracia brasileira, uma iniciativa fundamental de um meio que se renova e que repercute cada vez mais , com credibilidade, agilidade e interatividade”.

O painel também terá a participação do sociólogo francês Dominique Wolton e do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux.

O Congresso da ABERT terá ainda a palestra magna do presidente da National Association of Broadcasters (NAB), Gordon Smith.

Com o tema “Os desafios da regulação impostos pela tecnologia”, Smith apresentará um panorama dos caminhos para assegurar uma concorrência equilibrada entre a radiodifusão e as novas mídias e como os Estados Unidos têm tratado essa questão.

Smith participa também do painel “TV aberta e o mundo conectado: convergência?” ao lado do publicitário Luiz Lara (presidente da agência Lew’Lara) e do vice-presidente executivo de Assuntos Legais e Estratégicos da ONE Media 3.0, Jerald Fritz. Estarão em debate a distribuição de conteúdo audiovisual para diversas plataformas e canais e a TV aberta digital na relação com o grande público e com o mercado publicitário.

Abertura terá apresentação de Toni Garrido

No dia 21, às 19h, está prevista a cerimônia de abertura, com a participação de autoridades brasileiras e estrangeiras e a entrega das medalhas do Mérito da Radiodifusão e Assis Chateaubriand aos profissionais que contribuem ou contribuíram para o crescimento e desenvolvimento do setor.

Já confirmaram presença o presidente da República, Michel Temer, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira, e o presidente da Associação Internacional de Radiodifusão (AIR), José Luiz Saca.

Após a solenidade de abertura, haverá um coquetel festivo com o show do cantor e compositor Toni Garrido e do DJ Danny Dee.

Garrido promete animar a noite, interpretando músicas que fizeram parte de sua carreira quando vocalista da banda Cidade Negra e sucessos de sua carreira solo.

FENAERT vai debater regulamentação da profissão de radialista

A regulamentação da profissão de radialista será tema da oficina apresentada pela Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (FENAERT), no dia 22. A advogada e assessora jurídica da FENAERT, Patrícia Guimarães, mestre em Direito do Trabalho, explicará as mudanças do decreto presidencial, publicado em abril deste ano, que reduziu o número de função dos profissionais.

De acordo com o presidente da FENAERT e moderador da oficina, Guliver Augusto Leão, será uma oportunidade para que os radiodifusores possam tirar todas as dúvidas sobre as novas funções. “Como o decreto é novo, muitos profissionais e empresários ainda têm dúvidas sobre as novas regras. O decreto foi importante porque trouxe mais segurança jurídica para as futuras contratações”, defende Guliver.

Mílton Jung lança livro sobre ética e cidadania

Conhecido pelo trabalho jornalístico na área política e de inovações tecnológicas, o âncora da CBN, Mílton Jung, apresenta um lado que o grande público quase não conhece: o de um pai preocupado com a educação dos filhos em um país que seja justo e generoso, com igualdade social, respeito ao próximo e honestidade.

No livro “É proibido calar! Precisamos falar de ética e cidadania com nossos filhos”, que será exposto durante o 28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão, Jung chama a atenção para o desafio de ajudar os filhos a interpretar o que acontece no mundo e em especial no Brasil, onde cresce o processo de desconstrução da política e se fortalece a ideia de que o país não tem mais jeito.

“É preciso educar os filhos para a vida pública, transformando-os em cidadãos, com direito à felicidade — deles, de suas famílias e de seu país. É preciso iniciar esse trabalho dentro de casa e assumir a responsabilidade por sua criação com base na ética”, afirma Jung.

O livro estará à venda na Sala do Radiodifusor, no dia 22 de agosto.

(ABERT, 10/08/2018)

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *