Papo Livre 123: turma do pião, da bola de búrico, das pernas de pau…

E chegou a hora do nosso Papo Livre para eu contar causos pra vocês. Curitiba era bem diferente nos tempos antigos. A gurizada podia se dar ao luxo de brincar nas ruas, em frente de casa. Poucos carros circulavam e não era na velocidade de agora. Não havia motivo de maiores preocupações. Os visinhos se conheciam, os parentes se visitavam, as crianças tinham mais liberdade. Guris e meninas em geral brincavam separadamente. Eu lembro que um dos brinquedos favoritos da minha turma era o pião. Alguns piás eram craques no manuseio do pião e o faziam cantar e até girar sobre as unhas. A bola de búrico, ou de búrica, era outro brinquedo muito apreciado e a gente jogava “à brinca” ou “à ganha”.

 Variava-se muito a diversão infantil. Andávamos sobre pernas de pau que nós mesmos fazíamos com pedaços de madeira e pregos que sobravam. Cabos de vassouras velhas eram transformados em cavalos com os quais a gente saia galopando a imitar os heróis do faroeste. A gente jogava futebol com bola de pano e usava gorros feitos com meias velhas descartadas pelas mulheres da família. Uma das coisas que as mães não gostavam era que a gente se encaixasse em pneus velhos para sair rolando pelos barrancos. Havia muitos outros brinquedos para os guris.
 
As meninas, por sua vez, brincavam com bonecas, gostavam de pular corda, jogar caracol e lançar o que nós conhecíamos por diávolo e que outros chamam de diabolô. Durante as férias escolares a gente  só ficava em casa para comer e dormir. O resto do tempo era brincando nas ruas e praças vazias.

Era muito bom. A vida era diferente.

Este nosso Papo Livre transmitido pela Rádio Paraná Educativa AM 630 aos domingos, das 7 às 8 da manhã, é reproduzido no site www.carosouvintes.org.br do meu amigo Antunes Severo.

Categorias: , , Tags:

Por Ubiratan Lustosa

Radialista, publicitário e escritor começou sua carreira profissional na Rádio Marumby fazendo locução e apresentação de programas de estúdio e auditório. Na Rádio Clube Paranaense chegou à direção geral. Dedica-se atualmente à agência Santa Lúcia Propaganda da qual é sócio-fundador desde 1968.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *