Pátria de chuteiras

Consta que Nelson Rodrigues afirmou que a Seleção Brasileira é a “pátria de chuteiras”… Confundir pátria com esporte é algo meio delicado, embora potências mundiais invistam pesado nesse âmbito, para demonstrar superioridade.  Ocorre que, recentemente, vários meios de comunicação noticiaram que advogados da FIFA teriam alegado, num tribunal europeu, que a corrupção é comum em países sulamericanos e africanos. E isso não apenas no futebol, mas em toda atividade profissional, afirmando que a propina faria parte do “salário” da maioria dessas populações! Essa é a imagem que fazem de todos nós?

Graças a corruptos que ocupam alguns cargos-chave e a picaretas nacionais que se autoexportam para o mundo, sim: no geral, eles pensam assim sobre nós.

No entanto, certos países desenvolvidos nos dão alguns exemplos a seguir:

Na Itália, eles punem e rebaixam times que participam de falcatruas. No Japão, empresários e políticos corruptos flagrados se suicidam, por vergonha!

E quanto ao Brasil?

Pois é, aqui, no futebol como em outras áreas, às vezes os inocentes é que são punidos. E, não raro, os culpados são até premiados!

Hoje, há interesses de mercado extremamente fortes no esporte.

Sempre houve, é verdade. Mas é difícil provar irregularidades, a não ser que alguém de dentro denuncie.

No entanto, generalizar o que fazem os atores desse submundo corporativo para nações e continentes é preconceito da pior espécie! Só falta alegarem que seus clientes são “vítimas da sociedade”.

A esmagadora maioria desses povos injustamente acusada por esses “defensores” é trabalhadora e honesta! Só é pena que ela não consiga esmagar a corrupção que a assola, talvez por trabalhar demais e, para muitos, o esporte ser meio de fuga dessa roda-viva.

Quem sabe por isso, haja tantos fanáticos por futebol, facilmente manipuláveis.

Que absurdo: para justificar propinas milionárias recebidas por pouquíssimos, culpar centenas de milhões de seres humanos, que ganham salários de fome!

Alguns deles são culpados, sim! Culpados por gastarem o pouco que ganham com seus times, às vezes deixando o conforto e, até, a dignidade de suas famílias em segundo plano. Culpados por “saírem no braço” com torcidas adversárias, com ou sem encontro marcado, ferindo e matando em nome de sua “paixão”. Culpados por aceitarem ser manipulados nessa nova versão do “pão e vinho” romano.

Bem que poderia ser… Desde que os polegares para baixo fossem para os que orquestram esse espetáculo. Eles, sim, merecem ser jogados aos leões, inclusive do Imposto de Renda.

Chamar países e populações inteiras de corruptos para defender clientes? Será que os defendidos concordaram com essa forma de defesa, que denigre a imagem de milhões para justificar opções de caráter exclusivamente pessoal?

Para tudo há um limite! Mas, considerando a boa índole dos brasileiros, talvez ainda convidem essas “personas” para comer um churrasco por aqui…

No entanto, o certo seria a “pátria de chuteiras” começar a chutar alguns traseiros!

Ouça textos do autor em: www.carosouvintes.org.br (Rádio Ativa / Comportamento)

Caso queira receber gratuitamente os livros digitais: Sobre Almas e Pilhas, Dest’Arte e Claras Visões, basta solicitar pelos e-mails: [email protected] e [email protected]

Conheça as músicas do autor em: br.youtube.com/adilson59

(13) 97723538

Santos – SP

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *