Pautas mais que oportunas

Dentre as constantes sugestões de pauta, resolvemos selecionar duas ao mesmo tempo em que lançamos um apelo a você leitor-ouvinte: precisamos de sua ajuda para nos sugerir fontes, dicas e indícios de onde possa existir informações. As duas pautas se unem numa única questão: O que é feito da TV Cultura, Canal 2 de Florianópolis e onde anda o acervo das discotecas das emissoras pioneiras da região da Capital: Guarujá, Anita Garibaldi, Diário da Manhã, Jornal A Verdade e Santa Catarina?  Sobre esses temas temos também duas manifestações traduzidas nos textos que se seguem.

O contato mais recente é do leitor Humberto Dias Filho, que diz o seguinte: “Na década de 80 quando eu tinha lá os meus 15 anos, fiquei sabendo através de terceiros que a Rádio Cultura AM 1110 kHz que tinha uma programação de qualidade, por sinal a melhor de programação musical de Santa Catarina, possuía um grande acervo musical. Posteriormente com a venda da rádio e TV para a Record e depois me parece que a rádio foi vendida novamente e hoje tem inclusive uma programação católica, onde será que anda todo aquele acervo, será que deram fim a tudo ou ainda permanece? Alguém do Instituto sabe alguma coisa? Outra coisa, na época a referida rádio era comandada por Mário Alves Neto e tinha como programador o já falecido Domingo Vicente, não seria uma boa pauta para uma reportagem? Agradeço a atenção e estou s disposição se puder colaborar em alguma coisa, pois sou um apaixonado por rádio. Humberto Dias Filho”.

O outro texto é o artigo Moção – TV Cultura, assinado pelas seguintes entidades: APUFSC (Associação dos Professores da Universidade Federal de Santa Catarina); SJSC (Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Santa Catarina); e -SindPsi/SC (Sindicato dos Psicólogos de Santa Catarina), e publicado no dia 10 de novembro de 2009, no site do Sintufsc.

Em sua manifestação, os representantes dessas entidades concluem defendendo:

“1. Manutenção da TV Cultura Canal 2 de Santa Catarina em sinal aberto e gratuito, através das parcerias UFSC/UDESC, TV Cultura de São Paulo e TV Brasil (EBC), conforme convênio firmado em março de 2008.
2. Audiência pública a ser realizada na Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC) sobre a atual situação financeira e técnica da TV Cultura Canal 2.
3. Controle público sobre a forma de gestão e programação da TV Cultura Canal 2, com ampla participação social de entidades da Sociedade Civil, alterando o Estatuto de criação da Fundação Jerônimo Coelho.
4. Fomento ao processo de transição do atual sinal analógico da TV Cultura Canal 2 para a TV Digital aberta e gratuita a partir da realização de convênios com a UFSC/UDESC e EBC.
5. Incentivo à realização de convênios com a EBC, de parcerias com ONGs, associações e entidades da Sociedade Civil, visando a melhoria do conteúdo e da programação local e regional do TV Cultura Canal 2”.

O curioso é que a emissora continua fora do ar há mais de um ano acobertada pelos órgãos de fiscalização do governo Federal que é o poder concedente.

Categorias: , Tags: , ,

Por Antunes Severo

Radialista, jornalista, publicitário, professor e pesquisador é Mestre em Administração pela UDESC – Universidade do Estado de SC: para as áreas de marketing e comunicação mercadológica. Desde 1995 se dedica à pesquisa dos meios de comunicação em Santa Catarina. Criador, editor e primeiro presidente é conselheiro nato do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia.
Veja todas as publicações de .

Comente no Facebook

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *