Pedro Raymundo e o Canto Monarca

O livro do pesquisador Israel Lopes é uma história da música regionalista, nativista e missioneira em que predomina o canto monarca.

i48290_20131220_113343E o canto monarca – no sentido de quem monta bem, que cavalga com elegância – serve de lastro e transcende a todos os gêneros musicais do imenso acervo da música nativista do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Lançado no final de 2013 pela Editora Letra & Vida, de Porto Alegre o livro sobre o acordeonista, compositor e cantor catarinense Pedro Raymundo é um dos mais completos estudos já realizados sobre a vida e obra de um artista popular brasileiro.

“Este livro é o resultado de 30 anos de pesquisas – de 1983 a 2013”, destaca Israel Lopes e completa: “O Correio do Povo, na coluna Pelo Rádio, das décadas de 1930 e 1940 traziam informações sobre ops programas pioneiros da música regionalista que Pirajá Weyer, Pedro Raymundo e Lauro Rodrigues apresentavam na Rádio Gaúcha. Havia predominância da música urbana e estrangeira em Porto Alegre, por isso a importância do trabalho musical de Pedro Raymundo e seu Conjunto Quarteto dos Tauras. Era o único cantor gauchesco, já nesse período na Era do Rádio. Antes do rádio tiveram os discos da Casa A Elétrica”.

IsraelO autor, Israel Lopes, nascido no interior de São Borja, atual Santo Antônio das Missões, é graduado em Direito pela Universidade Federal de Santa Maria e é pesquisador e escritor desde 1986 quando escreveu em coautoria com o jornalista Vitor Minas lançou o livro Pedro Raymundo pela Editora Tchê/RBS. Israel Lopes, convidado, aceitou e passa a integrar, a partir desta data, a equipe de cronistas voluntários do Instituto Caros Ouvintes.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *