PONTO DE CULTURA… O QUE É, O QUE É?

Um dia me disseram que existem pontos de cultura. Nunca tinha ouvido falar. Já foram nenhum – que é o que eu sabia – e devagar foram subindo até chegar a dois mil. Quem quiser saber o que é que é, basta abrir o site do Ministério da Cultura que eles estão por ali.
Por Anna Verônica Mautner

Eu mesma, que não sou do ramo, conheço quatro em São Paulo e nos arredores, parece que existem outros tantos. São, deveriam ser ou pretendia-se que se tornassem lugares aonde os jovens iriam se instrumentar e entrar em contato com aspectos da cultura erudita e popular.
Deveriam, conectados uns aos outros, e todos com o Ministério da Cultura, colocar segmentos da população chamados excluídos em contato com o que não é divulgado pela mídia.
Boa idéia!
Se a idéia é tão boa, por que todo mundo não conhece e não freqüenta?
Ponto de cultura é um dos fatos secretos mais bem guardados da República. Os formadores de opinião e os jornalistas mal e mal, se quando, ouviram falar desta nova instituição.
Vamos imaginar que não seja secreto de propósito, para que evitemos cair neste novo hábito brasileiro de escarafunchar os labirintos da burocracia à procura do indizível.
Vamos imaginar que os pontos funcionem. Vamos imaginar que irradiem mesmo. Por que então as rádios não são avisadas para anunciar aos sete ventos a programação?
Sobre televisão, nem falo. Também os jornais silenciam em silêncio.
Colegas, internautas de Caros Ouvintes, vocês têm ouvido falar sobre as atividades dos pontos de cultura de sua região?
Trata-se de um projeto nada virtual. Cada ponto de cultura tem uma sede, alto falantes, som, computadores, mesas para pintura, revistas, anfiteatros.
Ponto de cultura pretende ser um lugar onde acontecem fatos culturais. Ponto de cultura é lugar aonde vamos para aprender e para ser informados.
Por que será então que as nossas rádios se alinham no silêncio? Todo mundo ouve rádio: no carro, em casa, na rua. Não seria ótimo usar as ondas hertzianas para divulgar as atividades destes dois mil pontos que o Ministério da Cultura espalhou pelo território nacional?
Eu bem que gostaria de mandar meus netos para lá. Achava bom saber o que está acontecendo hoje no ponto de cultura mais próximo.
Por favor, não vá querer descobrir o porquê do silêncio; vamos atribuir à falta de idéia, ao acaso. Porque, já que foram criados, o importante é que a idéia funcione. 


{moscomment}

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *