Por falar em livro, eu sempre disse: quem quer, faz

No começo do ano passado eu disse para a presidenta da ALIFLOR, da qual faço parte: Dona Janice – deveríamos aqui na Associação unir interesses, como lá no Espírito Santo.

Veja estes livros que recebi de uma amiga virtual que mora lá. A Associação deles já publicou vinte e sete livros, antologias, onde cada um entra com um pouco de dinheiro e alguns poemas e editam. Só assim para quem tem pouca produção ou muita e não tem dinheiro para bancar o livro.

E ela me disse: Faz um ano que estamos pensando e fazer assim. Mas não vai demorar.
Onde quero chegar, caro leitor?

Aqui: pouco tempo depois conheço virtualmente uma escritora de Piracicaba – Branca Tirollo – e, juntos, fundamos uma Academia Virtual. Dois meses depois, saímos do virtual e fomos para o real: Estamos com a primeira antologia editada, com livros vendidos no maior portal de venda de livros do mundo: www.amazon.com

Dois meses. O segundo livro já está na boca da gráfica e o terceiro já está montado esperando a vez.
Temos um site www.academiadeletrasbr.com com o número de associados crescendo dia por dia. Na segunda antologia que estamos montando, já nos finalmentes, o escritor dá cem reais e publica dez páginas com o que ele quiser. Recebe dois livros e compra depois pela internet quantos quiser pelo preço de custo da editora nossa parceira. Isso não quer dizer que custa 50 reais um livro, não, porque cada um está pagando manutenção de site e com o nome percorrendo o mundo nos sites de amigos nossos em todo o mundo.

Repito: quem quer, faz!

Ah! E enquanto eu não esqueço: nas horas vagas eu exercitoo meu lado poeta, músico, compositor, produtor e cantor. A que se segue foi gravada aqui em casa, sem nenhum tratamento acústico ou eletrônico.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *