Publicidade na publicidade: As agências praticam o que pregam?

Em seu trabalho de conclusão de curso na Univali, o acadêmico Rhuan Carlos Willrich questiona um dos pontos fracos das agências de publicidade.

Rhuan Carlos Willrich (Mídia do e-commerce da Havan), Daiana Tholl (Gerente de Marketing da Havan), Nicolas Tamanini Marchewski (Gerente de e-commerce da Havan), Ticiane Elisa Mafra (Planejamento de Mídia da Havan) e Ana Paula Zonta (Eventos da Havan)

Rhuan Carlos Willrich (Mídia do e-commerce da Havan), Daiana Tholl (Gerente de Marketing da Havan), Nicolas Tamanini Marchewski (Gerente de e-commerce da Havan), Ticiane Elisa Mafra (Planejamento de Mídia da Havan) e Ana Paula Zonta (Eventos da Havan)

O objetivo do estudo, afirma o autor, “é analisar o perfil das agências de publicidade do Vale do Itajaí em Santa Catarina, e avaliar como funciona sua prospecção de clientes”.

E acrescenta: “Foram utilizadas entrevistas individuais com os diretores das principais agências da região em um questionário estruturado, a fim de clarificar se o ditado popular “casa de ferreiro, espeto de pau” se aplica às agências de publicidade, que, apertadas pelos prazos de seus clientes, deixam de lado suas estratégias de autopromoção e lembrança de marca”.

E finaliza Rhuan Carlos:  Os resultados demonstram que as agências apresentam algumas incongruências no seu planejamento interno, assim como, carências e tendências no posicionamento e publicidade veiculada.

Leia o Texto completo aqui

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *