Qual o molho

selo-radio-paranaNuma cerimônia na Câmara Municipal de Curitiba, na noite em que nosso amigo José Coelho Filho (o Zé Pequeno) recebeu o título de Cidadão Honorário de Curitiba, eu me encontrei com o Gilberto Fontoura, então diretor da Rádio 98 FM.

Papo vai, papo vem, começamos com a tradicional “hora da saudade”, o que é comum no encontro de radialistas veteranos. Recordamos muitas coisas do passado e falamos, também, sobre as gafes e fatos cômicos que coleciono. Vou contar mais um desses causos pra vocês, esse envolvendo o Gilberto.

Certa vez um Atletiba, marcado para um domingo à tarde em Curitiba, teve que ser transferido por causa do mau tempo. Chovia torrencialmente em nossa Capital e os dirigentes, com o aval da Federação, transferiram o clássico para a quarta-feira. Aí a Rádio Independência, para ocupar o espaço da programação destinado ao jogo, resolveu realizar um bate-papo com diversos participantes. Conseguiu, também, um narrador na cidade de Bandeirantes para transmitir o jogo que haveria naquela cidade, jogo que em princípio teria apenas a cobertura de um único repórter, o Olavo de Souza, que já estava naquele local.

Lá pelas tantas, o bate-papo corria solto, quando o Olavo, já com o narrador emprestado ao seu lado, fez contato com o estúdio, entrando no ar:

– Alô, estúdio! Bandeirantes chamando.

E ouviu em resposta:

– E aí, Olavo, como está o tempo em Bandeirantes? Aqui em Curitiba chove muito e o Atletiba foi transferido. Responde o Olavo:

– Ah, aqui tudo bem. Estamos degustando um belo sol.

Gilberto Fontoura não se conteve e lascou essa:

– Olavo, sol com molho madeira ou champignon?

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *