Quando o cliente tem razão?

Todos nós temos frases que apreciamos ou odiamos, ou pelo menos discordamos.

Mas há uma em especial: O CLEINTE SEMPRE TEM RAZÃO!

Ah, claro, temos que ouvir os dois lados da história, mas mesmo assim, partir do princípio de que o cliente sempre está com a razão é horrível.

Já ouvi relato de um funcionário de supermercado que passou pela seguinte situação. A cliente perguntou ao funcionário o preço de certo produto. Acontece que o preço estava bem ao lado da senhora. O funcionário, educadamente disse a senhora que o preço estava ao seu lado, (ele teria que dar toda uma volta para olhar o preço) alguém dirá: mas era sua obrigação como funcionário. Calma lá. Ele foi educado, explicou com delicadeza. O resultado? A senhora lhe atirou a alface no rosto.

O que fez o gerente do supermercado? Defendeu o funcionário? Interessou-se em saber detalhes sobre o que havia acontecido? Sim. Mas deu razão a cliente.

Imagino como deve ter se sentido o funcionário que passou tanto pela humilhação, bem como pela falta de apoio do gerente. Ele, o gerente, deve ter sido “doutrinado” assim: O cliente sempre tem razão. Não me sinto constrangido em dar minha opinião como comunicador num mundo onde todos são ora vendedores, ora clientes.

O cliente tem razão sempre que está certo. Fora isso é pura bobagem.

Que as empresas preparem seus gerentes para defender quem merece ser defendido.

Ainda bem que há exceções. Razão tem quem está certo, e pronto.

0 respostas

Deixe um comentário

Gostaria de deixar um comentário?
Contribua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *